quinta-feira, 28 de março de 2013

Secretaria Municipal de Educação de Altônia (PR) mobiliza famílias de alunos da zona rural

Familiares da EM Matheus Leme reunidos com autoridades
locais de Altônia (PR)
Com o intuito de incentivar a matrícula e a permanência de alunos na Escola Municipal Matheus Leme em Altônia (PR), a Secretaria Municipal de Educação da cidade paranaense promoveu reunião com familiares de alunos da instituição, no dia 5 de março, para conversar sobre a importância da participação de pais e responsáveis no cotidiano escolar de crianças e adolescentes. A escola, que oferece Educação Infantil e Ensino Fundamental, é localizada no bairro Ouro Verde, na zona rural de Altônia.

Além da comunidade escolar e do bairro, a ação contou com a presença de autoridades municipais, como o prefeito Amarildo Ribeiro Novato; o vice-prefeito Odenilson João Rossano; o secretário Municipal de Educação, Edgard Virgilino; a coordenadora Pedagógica da Secretaria de Educação, Adriana Coati de Almeida Rodrigues; e a diretora da EM, Angelina Aparecida Gomes. Também participou da reunião a mobilizadora social pela Educação Maria de Lourdes Freitas da Silva.

De acordo com a mobilizadora, o diálogo com as famílias enfatizou a importância de que as crianças e adolescentes frequentem instituições de ensino próximas às suas residências, favorecendo o acompanhamento, por parte dos pais, da vida escolar dos alunos. “O objetivo é alertar as famílias para que façam as matrículas de seus filhos na escola local, possibilitando, dessa forma, que as crianças continuem estudando na zona rural, dando-se ênfase da importância dos pais acompanharem a educação de seus filhos. A participação da família é essencial, pois auxilia na formação do caráter da criança”, refletiu Maria de Lourdes.

quarta-feira, 27 de março de 2013

RJ acompanha tramitação do projeto de lei sobre o Dia Municipal de Mobilização Social pela Educação

Câmara Municipal do Rio. Foto: Ascom CMRJ
Representantes do Comitê de Mobilização Social pela Educação do Rio de Janeiro (Comitê Rio) acompanharam, nesta terça-feira, 26 de março, a tramitação na Câmara de Vereadores do Projeto de Lei nº 754/2010 que deve instituir o Dia Municipal de Mobilização Social pela Educação na capital fluminense. Aprovado em primeira votação, o projeto de iniciativa do vereador Reimont (PT) prevê a comemoração pertinente ao tema no dia 19 de setembro de cada ano. A data deve ser incluída no Calendário de Eventos do município.

O primeiro trimestre de 2013 tem tido intenso calendário de atividades de incentivo à interação família-escola-comunidade na região me
tropolitana da capital fluminense. Coordenadas por integrantes do Comitê Rio, as ações de estímulo à colaboração da sociedade para a melhoria da qualidade da educação pública e à participação das famílias na rotina de estudos dos filhos têm envolvido profissionais da educação, gestores e lideranças de instituições religiosas.
 
PMSE na Região Metropolitana

Apresentação do Comitê Rio sobre o PMSE
na Escola Municipal Josué de Castro
Ainda nesta terça-feira (26), os representantes do Comitê Rio, David Francisco Arcênio e Sérgio Benedito Maia, estiveram na Escola Municipal Josué de Castro, localizada no Complexo da Maré, para definir com a diretora da unidade de ensino, Christiane Lagarto Fontoura, a data da próxima reunião de pais. O encontro foi agendado para o dia 06 de abril e terá como destaque na pauta a Importância da Interação Família-escola.
 
Uma primeira visita do Comitê Rio à escola foi realizada no dia 19 de março, quando os mobilizadores apresentaram o Plano de Mobilização Social pela Educação (PMSE) aos profissionais da unidade, incluindo os representantes do Conselho Escolar Comunitário (CEC), professora Flávia Borborema Pinho da Mota e o inspetor Kléber Melo da Silva. A apresentação sobre o PMSE contou com a participação do gestor do Projeto Bairro Educador Maré, Leonardo de Oliveira Ferreira.

Divulgação do PMSE a representantes do Projeto Bairro
Educador e à comunidade da Escola Municipal Teotônio Vilela.
O PMSE também foi divulgado por membros do Comitê Rio, no dia 28 de fevereiro, aos representantes do Projeto Bairro Educador e à comunidade da Escola Municipal Teotônio Vilela, localizada no bairro Manguinhos. Divulgação semelhante foi feita na Escola Municipal Professor Afonso Várzea, no Complexo do Alemão, no dia 30 de janeiro.

Nos dias 08 e 09 de abril, o integrante do Comitê Rio, Davi Francisco Arcênio, vai participar da Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação que será realizada na Primeira Igreja Batista em Alcântara, bairro de São Gonçalo (RJ). As exposições da atividade serão conduzidas pelo representante da equipe do Plano de Mobilização Social pela Educação do Ministério da Educação (PMSE/MEC), Paulo Ronaldo dos Santos.

Oficina de Formação fortalece Mobilização Social pela Educação em Barreirinhas (MA)

Cerca de 70 pessoas participaram da Oficina em Barreirinhas
Por iniciativa do Comitê local, o município maranhense de Barreirinhas recebeu, no dia 12 de março, Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação. Realizada no complexo esportivo da cidade, a atividade teve como objetivo reforçar e ampliar a atuação do Comitê e contou com exposições conduzidas pelo representante da equipe do Plano de Mobilização Social pela Educação (PMSE) do Ministério da Educação (MEC), Paulo Ronaldo dos Santos.

Representante do MEC, Paulo Ronaldo (em pé), apresentou
as orientações do PMSE
Entre os temas abordados, durante o evento, o representante do MEC incentivou o debate sobre a importância da interação família-escola-comunidade para a melhoria da qualidade da Educação e expôs ações promovidas por mobilizadores em todo o País com o intuito de aproximar familiares e educadores. Paulo Ronaldo orientou, também, a elaboração de Plano de Ação a ser implementado em Barreirinhas, com estratégias e metas baseadas no PMSE e adaptadas à realidade educacional e social do município.

Autoridades locais compuseram a mesa de abertura do evento
Além dos membros do Comitê, participaram da Oficina professores, gestores escolares, membros do Conselho Tutelar, da Câmara Municipal, das secretarias municipais de Educação, Planejamento e Agricultura, do Instituto Federal Tecnológico do Maranhão, bem como representantes de igrejas evangélicas, da Pastoral da Educação e do Sindicato de Professores. A mesa de abertura do evento foi composta pela secretária de Educação de Barreirinhas, Karina Keise; pelo vereador Antônio Carlos Lisboa; pelo assessor do Gabinete do Prefeito, Antônio Caldas; pela integrante do Comitê local, Clerismar Silva; e pela representante da Secretaria Municipal de Educação do município de Urbano Santos, Nilvana Santos.

A Oficina foi encerrada com apresentação do grupo de
dança country Caetés
De acordo com o representante da equipe do PMSE no MEC, como resultado da Oficina, as ações de incentivo à interação família-escola em Barreirinhas foram fortalecidas e conquistaram mais apoio da gestão local. Segundo Ronaldo, a melhoria do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) passou a ser considerada prioridade pela prefeitura e o grupo de mobilizadores ficou mais motivado. “O comitê mostra-se entusiasmado com a continuidade das ações de Mobilização Social pela Educação em Barreirinhas”, afirmou Paulo Ronaldo.

terça-feira, 26 de março de 2013

Escola de Santarém (PA) incentiva participação das famílias no cotidiano estudantil

Participantes receberam exemplares da filipeta que
destaca orientações da Cartilha da Mobilização
A Escola Municipal de Ensino Fundamental Santíssima Trindade, localizada na Vila do Aritapera, na região de várzea de Santarém (PA), reuniu pais, responsáveis, estudantes e professores para conscientizá-los sobre a importância da participação de todos para a melhoria do aproveitamento do ensino oferecido na instituição. A atividade, promovida no dia 5 de março, também teve como objetivo divulgar o Plano de Mobilização Social pela Educação (PMSE).

Durante o encontro, a comunidade escolar da EMEF Santíssima Trindade participou de palestras sobre interação família-escola conduzidas pelo mobilizador Eládio Delfino Carneiro Neto, que distribuiu exemplares da filipeta produzida pelo Ministério da Educação com orientações da cartilha Acompanhem a vida escolar dos seus filhos.  A abertura da reunião foi realizada pela diretora da escola, professora Tânia Mara Ferreira Maduro.

Pais, educadores e alunos da EMEF Santíssima Trindade
estiveram presentes no encontro
O evento marcou, ainda, o início do primeiro módulo do ano letivo de 2013 para os estudantes do Ensino Médio Modular oferecido pela escola. O Sistema Modular de Ensino (Some) foi a solução encontrada pela Secretaria de Estado de Educação para levar conhecimento mesmo às localidades até 400 km distantes das sedes dos municípios do estado do Pará. O Some funciona em quatro módulos, com cinquenta dias letivos cada, além de blocos de disciplinas, que durante o ano todo são ministradas em quatro localidades, formando um circuito.

Leia mais sobre o Some no blog Modular Notícias e em matéria publicada na página Globo Educação.

Com informações do mobilizador Eládio Delfino Carneiro Neto e do site Globo Educação.

segunda-feira, 25 de março de 2013

Camargo Corrêa e MEC promovem Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação em Apiaí (SP)

O município paulista de Apiaí recebe, nestas terça e quarta-feira (26 e 27), Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação, promovida pelo Instituto Camargo Corrêa em parceria com o Ministério da Educação (MEC). A atividade tem como objetivo capacitar voluntários para o desenvolvimento de ações de incentivo à interação família-escola-comunidade e, assim, contribuir para a melhoria da qualidade da Educação oferecida nas escolas públicas da cidade.

A ser realizada na unidade da InterCement – empresa do Grupo Camargo Corrêa – em Apiaí, as exposições da Oficina serão conduzidas pelo representante da equipe do Plano de Mobilização Social pela Educação (PMSE) no MEC, Paulo Ronaldo dos Santos. 

Serviço

Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação em Apiaí (SP)
Local: Unidade InterCement Apiaí – Rua Sebastião Ferraz de Camargo Penteado, 571 – Apiaí (SP)
Data: 26 e 27 de março de 2013
Horário: 8h às 18h

Parceria PMSE/MEC e Instituto Camargo Corrêa

 

O evento em Apiaí dará continuidade à série de atividades de formação realizadas pelo Instituto Camargo Corrêa em conjunto com o Ministério da Educação nos municípios em que o grupo empresarial atua. Em 2012, as Oficinas de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação foram realizadas nas cidades de Santana do Paraíso (MG), Ijaci (MG) e Santa Helena de Goiás (GO).

Ijaci (MG)

Representante do MEC, Paulo Ronaldo dos Santos,
apresentou as orientações do PMSE
Em Ijaci, Minas Gerais, a Oficina de Formação de Mobilizadores foi realizada pelo Instituto Camargo Corrêa em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, nos dias 01 e 02 de outubro de 2012. A Oficina contou com a participação do então coordenador do PMSE no MEC, Gilson Matias, e com exposições conduzidas pelo servidor do MEC, Paulo Ronaldo dos Santos.

Entre os participantes, a atividade contou com a presença de funcionários da InterCement – em sua maioria residentes na cidade de Lavras (MG) –, técnicos da Secretaria de Educação, gestores da rede estadual de ensino e professores, bem como de membros dos conselhos Municipal de Educação e Tutelar, da Polícia Militar, do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), da organização não governamental Mãe do Fruto e do Grupo de Ação Ideal Voluntário (GAIV) de Ijaci.

Mobilizadores formados na Oficina em Ijaci (MG)
Além de orientar os participantes a aplicarem o PMSE junto às comunidades em que atuam, durante o evento, os presentes conheceram dados da educação brasileira e discutiram sobre a importância da interação família-escola para a melhoria da Educação. Foram apresentadas, também, práticas bem-sucedidas de mobilização da comunidade em prol da Educação desenvolvidas em diversas regiões do País. 


Santa Helena de Goiás (GO)

Há cerca de um ano, nos dias 16 e 17 de março de 2012, a cidade de Santa Helena de Goiás recebeu Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação, conduzida pelo mobilizador e representante do MEC, Sérgio Benedito Maia. Na ocasião, o município – que já havia aderido ao PMSE – ampliou a atuação do projeto de mobilização desenvolvido na cidade para oito escolas, passando a alcançar as famílias de mais de 2.800 crianças e adolescentes. 

Participantes da Oficina em Santa Helena de Goiás
Durante o evento, a secretária de Educação de Santa Helena de Goiás, Rosemary Elias Pinheiro Borges, ressaltou a importância de difundir a Mobilização Social pela Educação na cidade. “O objetivo do programa é ampliar a participação das famílias na vida escolar dos filhos e de envolver a comunidade em ações que possam colaborar com a melhoria da qualidade da educação pública na cidade, capacitando novos mobilizadores vinculados ao Instituto Camargo Corrêa, à sociedade e aos órgãos públicos de Santa Helena de Goiás”, afirmou.

sexta-feira, 22 de março de 2013

Incentivo à leitura e ao PNAIC são os focos da Parceria Votorantim pela Educação em 2013

Em 2013, as ações de mobilização social do Parceria Votorantim pela Educação – PVE serão norteadas pela temática da leitura, desdobrada nas duas frentes de atuação do projeto: mobilização e gestão pública. Na primeira, o foco será a valorização da leitura, e, na segunda, em consonância com a política definida pelo Ministério da Educação – MEC para 2013, o cerne será o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa – PNAIC. “Queremos tornar a leitura um valor social, fomentando uma cultura leitora nas comunidades em que atuamos”, afirmou Mariana Franco, coordenadora dos programas de Educação, Trabalho e Via, do Instituto Votorantim.

Na frente de mobilização, o objetivo é contribuir para a disseminação da leitura nos municípios. “A leitura é muito importante para o desenvolvimento cognitivo. Uma criança que sabe ler tem tudo nas mãos para aprender o restante sozinha”, explicou Tereza Perez, diretora da Comunidade Educativa CEDAC, ONG parceira do projeto. Já a frente de gestão pública pretende disseminar os conceitos do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa – PNAIC. “Esperamos que o tema da leitura sensibilize as famílias, a comunidade e o poder público; e consiga atingir as crianças de cada município, para melhorar, de fato, a educação”, explicou a coordenadora do Instituto Votorantim.

quinta-feira, 21 de março de 2013

Lideranças religiosas incentivam interação família-escola-comunidade em Luís Eduardo Magalhães (BA)

Participantes da Oficina de Formação de Mobilizadores em
Luís Eduardo Magalhães (BA)
Capelães escolares, educadores da rede pública e particular, membros do Conselho Tutelar, representantes da Secretaria Municipal de Educação e assistente social da Vara de Infância e Juventude participaram, no dia 23 de fevereiro, de Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação realizada em Luís Eduardo Magalhães (conhecido também pela sigla LEM), na Bahia.  Além dos mobilizadores de LEM, voluntários do município de São Desidério estiveram presentes na atividade de formação.

Realizado por iniciativa da Capelania Escolar, em parceria com o Ministério da Educação (MEC), o evento contou com exposições conduzidas pela representante da equipe do PMSE no MEC, Loide Medeiros. Entre os temas abordados, a servidora apresentou o Plano de Mobilização Social pela Educação e orientou os participantes sobre como implementá-lo junto às comunidades em que atuam. Para complementar as dicas e sugestões de ação, foram expostas, ainda, práticas bem-sucedidas de mobilização da sociedade em prol da Educação desenvolvidas em diversas localidades do País.

Capelãs escolares apresentam as atividades do movimento
com o objetivo de aproximar família e escola
A Oficina ofereceu, também, espaço para que os mobilizadores locais compartilhassem o que vem sendo feito na região com o intuito de aproximar familiares e educadores. Os capelães escolares relataram que, há cerca de dois anos, vêm incentivando a interação família-escola por meio de palestras, peças de teatro, gincanas, entre outras ações promovidas nas instituições de ensino da cidade. O contato dos capelães luiseduardenses com a Mobilização Social pela Educação, no entanto, só se deu mais recentemente, por meio da mobilizadora e capelã Elisabete Pereira, de Anápolis (GO).
 
Entre os principais parceiros da Mobilização na cidade baiana, os capelães apontam instituições religiosas como a Assembleia de Deus, Comunidade Cristã, Igreja Batista Independente Filadélfia, 1ª Igreja Batista, Igreja Missionária Unida, Igreja Católica, Igreja de Deus, Igreja Avivamento da Fé, Igreja Batista Elchaday, Igreja Mundial Servos e a Igreja Nova Aliança. Também receberam destaque o Conselho Tutelar, a Assistência Social da Vara da Infância e Juventude de LEM, e a Secretaria Municipal de Educação.
 
Para conscientizar mais famílias sobre a importância do envolvimento de pais e responsáveis na trajetória escolar de crianças e adolescentes, os mobilizadores de LEM vão buscar, neste ano, conquistar a parceria de associações de bairro, empresas e faculdades, bem como de veículos de comunicação, como blogs de notícias locais e emissoras de rádio.
 
Sobre a Capelania Escolar
 
A Capelania Escolar é um movimento missionário cristão sem bandeira denominacional que atua junto a membros de igrejas, empresários, profissionais da educação, entre outros, com objetivo de auxiliar os alunos e suas respectivas famílias para que haja melhor desempenho escolar e sejam minimizados os casos de violência, evasão e reprovações.

quarta-feira, 20 de março de 2013

Escola de Jacundá (PA) mobiliza profissionais da Educação

Educadores da EMEF Coronel João Pinheiro reunidos para
planejamento de ações
A Escola Municipal de Ensino Fundamental Coronel João Pinheiro, em Jacundá, no Pará, tem buscado conscientizar a comunidade escolar sobre a importância da interação família-escola para a melhoria da qualidade da Educação. No dia 8 de março, a unidade de ensino promoveu encontro com professores, servidores e representantes de turmas com objetivo de discutir as políticas educacionais da escola e elaborar plano de ação com estratégias para melhorar o ensino oferecido pela instituição.

A equipe gestora da escola preparou dinâmicas para
estimular a participação dos educadores
A atividade foi organizada pela equipe gestora da EMEF Coronel João Pinheiro. Participaram dos preparativos o diretor da escola, Sebastião Gonçalves, a vice-diretora, Dulcirene Valente, a coordenadora Drizia Varela e a orientadora Nilva Lima.

As ações de Mobilização Social pela Educação iniciadas pela escola no encontro de 8 de março serão retomadas no mês de abril, quando a gestão da unidade de ensino pretende realizar nova reunião para dar continuidade à sensibilização da comunidade escolar a respeito da importância da aproximação de educadores e familiares. 

Com informações de Orniane Guimarães Pinheiro, mobilizadora social pela Educação em Jacundá (PA).

terça-feira, 19 de março de 2013

Oficina de Formação de Mobilizadores reforça atuação de Comitês em municípios do Maranhão e de Tocantins

Cerca de 80 representantes de municípios maranhenses
e tocantinenses participaram da Oficina
Por iniciativa da organização não governamental Gaia Social – Grupo de Aplicação Interdisciplinar à Aprendizagem – em parceria com o Consórcio Estreito Energia (CESTE), o município maranhense de Carolina sediou, nos dias 27 e 28 de fevereiro, Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação, realizada durante o I Encontro de Educação da Área de Influência da Usina Hidrelétrica de Estreito (MA). Além dos municípios de Carolina e Estreito, localizados no Maranhão, participaram da atividade mobilizadores das cidades tocantinenses de Aguiarnópolis, Babaçulândia, Barra do Ouro, Filadélfia, Goiatins, Palmeirante, Darcinópolis, Palmeiras do Tocantins e Tupiratins.

A atividade de capacitação teve como principal objetivo fortalecer a atuação dos Comitês que já vêm desenvolvendo ações de incentivo à interação família-escola nos municípios representados no evento. A articulação dos grupos de mobilizadores teve início na Oficina de Formação de Mobilizadores realizada em fevereiro do ano passado. Ao longo de 2012, membros do Gaia – principal agente articulador entre os mobilizadores da região e a equipe do Plano de Mobilização Social pela Educação (PMSE) no Ministério da Educação – apoiaram e acompanharam a atuação dos Comitês e a implementação dos planos de ação elaborados nessa primeira atividade de formação. 

Loide Medeiros, da equipe da Mobilização no MEC, conduziu  
as exposições da Oficina
Entre os cerca de 80 participantes, estiveram presentes representantes de órgãos públicos, como secretarias municipais de Educação e prefeituras, bem como de conselhos tutelares, entidades filantrópicas e igrejas, além de agentes de leitura do programa de bibliotecas rurais Arca das Letras do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). 

Durante o evento, a integrante da equipe da Mobilização Social pela Educação  no MEC, Loide Medeiros, expôs aos participantes práticas exitosas de mobilização em prol da melhoria da Educação promovidas em diversas regiões do País. A palestrante também apresentou orientações e sugestões de ações para reforçar o trabalho dos Comitês e ofereceu espaço para que os membros desses grupos compartilhassem suas experiências.

A atividade proporcionou momentos de troca de experiências
entre os mobilizadores
De acordo com a técnica do Gaia Social, Érika Pioltine Anseloni, o sucesso da Oficina é resultado da parceria sólida do MEC com a instituição. “Queria dizer que, mais uma vez, nos sentimos muito gratificados por essa parceria tão dinâmica. Os participantes de cada município gostaram muito, as avaliações foram as melhores possíveis. O pessoal saiu de lá radiante e inspirado”, contou a representante do Gaia. 
 
Resultados e perspectivas 
 
Como resultado da capacitação, além do reforço às ações dos Comitês, os mobilizadores destacam o fortalecimento do Arranjo de Desenvolvimento da Educação (ADE) para o Rio Tocantins. Os ADEs são instrumentos de gestão pública instituídos entre municípios para assegurar o direito à educação de qualidade em determinada região, bem como seu desenvolvimento territorial e geopolítico. 
 
Entre as ações priorizadas a partir da Oficina, em 2013, os mobilizadores pretendem estabelecer novas parcerias com entidades como a União dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME), o Conselho Nacional de Educação (CNE) e as secretarias estaduais de Educação de Tocantins e do Maranhão. A aproximação entre o ADE para o Rio Tocantins e os Comitês também está na pauta dos voluntários para este ano.

Até o início de abril, os integrantes dos Comitês devem concluir a elaboração do Plano Anual de Mobilização Social pela Educação dos municípios, contendo as principais metas e estratégias de ação com o intuito de incentivar a interação família-escola em suas comunidades e, assim, colaborar para a melhoria da qualidade da Educação oferecida nas escolas da rede pública da região.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Bicas (MG) e Juazeiro do Norte (CE) recebem Oficinas de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação

Lançamento do PMSE em Juazeiro do Norte – março de 2010
Nesta semana, os municípios de Bicas, em Minas Gerais, e Juazeiro do Norte, no Ceará, vão sediar Oficinas de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação. As atividades de capacitação têm como objetivo orientar a atuação dos voluntários, fortalecendo as ações de incentivo à interação família-escola nas cidades.

Em Bicas, as exposições sobre o Plano de Mobilização Social pela Educação (PMSE) serão conduzidas, nos dias 19 e 20 de março, pela representante da equipe do PMSE no Ministério da Educação, Loide Medeiros. Em Juazeiro do Norte, o evento de formação será realizado nos dias 20 e 21 e terá como palestrante Paulo Ronaldo dos Santos, que também faz parte da equipe do PMSE no MEC.

Serviço

Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação em Bicas (MG)

Data: 19 e 20 de março de 2013
Local: Esporte Clube Biquense – Avenida Brasil, s/n – Centro – Bicas (MG)
Horário: 8h às 18h

Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação em Juazeiro do Norte (CE)
Data: 20 e 21 de março de 2013
Local: Auditório da Escola Professor Moreira de Souza – Avenida Dr. Floro, s/n
Horário: 8h às 18h

Núcleo de Polícia Comunitária de Pindamonhangaba (SP) intensifica mobilização da comunidade pela Educação

O Grupo de Trabalho (GT) de Educação do Núcleo de Polícia Comunitária de Pindamonhangaba (SP) realiza a terceira reunião do ano, nesta terça-feira, 19 de março, com o intuito de organizar atividades de mobilização da comunidade em prol da melhoria da qualidade da Educação no município. Coordenado pela mobilizadora Doris Cardoso Prudente Bertolino, o grupo conta com a participação de representantes da sociedade, de órgãos públicos e da própria Polícia Militar.

A ser realizada na sede da Polícia Militar em Pindamonhangaba, na reunião desta terça, os voluntários do GT de Educação vão planejar novas atividades, trocar experiências e verificar o andamento de ações programadas no primeiro encontro do grupo em 2013. O encontro é aberto a interessados de todos os setores da sociedade.

Serviço

Reunião do GT de Educação do Núcleo de Polícia Comunitária de Pindamonhangaba

Data: 19 de março de 2013
Local: Sede da Polícia Militar – Rua dos Sagrados Corações, 1309, Alvarenga – Pindamonhangaba (às margens da Avenida Manoel César Ribeiro e ao lado do anel viário).
Horário: 9h30


Reunião de fevereiro
 
Voluntários do Núcleo de Polícia Comunitária durante a
segunda reunião do ano, em fevereiro
A segunda reunião dos mobilizadores do Núcleo de Polícia Comunitária de Pinda foi realizada no dia 19 de fevereiro, com o objetivo de relembrar os assuntos tratados durante a primeira reunião, no dia 17 de janeiro, e acompanhar o desdobramento das atividades deixadas como tarefas aos participantes.

Participaram do evento o representante da Comissão da Criança e Juventude da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Adriano Zanotti; o assessor do prefeito de Pindamonhangaba, Eduardo Kogempa; a representante da Casa da Agricultura (CATI), Telma Souza; além de professores da rede pública e de membros da Polícia Militar.

Entre os resultados dos debates da reunião de fevereiro, a coordenadora do Núcleo, Doris Bertolino, aponta que os mobilizadores pretendem dar prosseguimento à organização da Escola para Pais no GT Educação.

sexta-feira, 15 de março de 2013

Blog da Mobilização: novo formulário para envio de notícias permite anexar arquivos

Com o intuito de facilitar o encaminhamento de fotos, relatórios, atas, apresentações e outros arquivos, o Blog da Mobilização disponibiliza novo modelo de formulário na seção Fale conosco e envie notícias. Agora os mobilizadores sociais pela educação poderão informar, de forma mais completa, o que vem sendo feito em diversas regiões do país para aproximar pais, educadores e comunidade e contribuir para a melhoria da educação.

Para anexar os arquivos, os mobilizadores devem, primeiramente, preencher os dados solicitados pelo formulário e depois clicar no botão verde, logo abaixo, para prosseguir. Na página seguinte, após fornecer as informações solicitadas, os voluntários podem anexar um ou mais arquivos em diversos formatos.

Além de fotos e arquivos de textos, também é possível enviar vídeos e arquivos de som, como mp3. As extensões suportadas são: pdf, doc, docx, xls, txt, html, zip, rar, ppt, mp3, wma, mpg, avi, jpg, jpeg, png e gif.

Lembramos que não importa o tamanho da sua ação. Seja em escolas, nas comunidades religiosas, em seu ambiente de trabalho, ou em outro local, toda atividade realizada com o objetivo de conscientizar a sociedade sobre a importância da participação de todos em iniciativas que busquem a garantia do direito de aprender merece ser divulgada.

Com base nas informações solicitadas na guia Fale conosco e envie notícias, elaboraremos o texto para publicação no site e no blog da Mobilização sobre a atividade realizada em sua comunidade. Participe!

Formulário para inscrição como mobilizador social pela educação

Se você ainda não realizou sua inscrição como mobilizador, na guia Cadastre-se é possível se cadastrar de forma fácil e rápida. Os dados requeridos irão compor o Banco de Dados da Mobilização, que é o sistema utilizado pelo MEC para o registro de informações e a inscrição de mobilizadores que atuam em todo o País.

O cadastro dos mobilizadores garante o encaminhamento e a troca de informações entre a coordenação no MEC e as lideranças sociais que promovem a Mobilização. Vale lembrar que as informações são acessadas somente pela equipe da Mobilização e não são fornecidas a terceiros sem autorização.

quinta-feira, 14 de março de 2013

Mais Educação: Escolas pré-selecionadas devem fazer a adesão até 31 de março

As 34 mil escolas públicas pré-selecionadas para participar este ano do programa Mais Educação poderão aderir até 31 de março. A meta do Ministério da Educação é que a ampliação da jornada diária escolar para sete horas seja uma realidade em 45 mil escolas até o final de 2013.

As escolas que integram o Mais Educação têm a maioria dos alunos atendida pelo programa Bolsa-Família e baixo índice de desenvolvimento da educação básica (Ideb). “O Mais Educação induz as redes municipais e estaduais de educação a ampliar a jornada escolar para dar mais tempo para os conteúdos escolares, além de incluir atividades formadoras no campo das artes, do esporte, da saúde, dos direitos humanos", explica Jaqueline Moll, diretora de currículos e educação integral do MEC.

O Mais Educação teve início em 2008, com a adesão de 1.380 escolas públicas. Atualmente já está presente em 32 mil unidades de ensino, incluindo quase 10 mil escolas do campo. O programa garante aos estudantes do primeiro ao nono ano das escolas públicas participar de atividades orientadas no contraturno, além de reforço escolar.

Ouça a diretora Jaqueline Moll sobre o programa Mais Educação

Consulte a lista de escolas pré-selecionadas e instruções para adesão

quarta-feira, 13 de março de 2013

Universidade do Estado da Bahia mobiliza famílias em situação de vulnerabilidade social

Por meio das atividades do Mutirão Social promovido pelo Programa Pacto pela Vida, do Governo estadual baiano, mobilizadores da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) têm aproveitado para conscientizar famílias de bairros de alta vulnerabilidade social sobre a importância do envolvimento dos pais no cotidiano escolar de crianças e jovens. Nos dias 8 e 9 de março, o Mutirão foi realizado na comunidade do bairro Rio Sena, no Subúrbio Ferroviário de Salvador.

No dia 8 de março, a convite da professora assistente da UNEB, Valnice Paiva, a mobilizadora Nize Lane Soares do Couto Rosa, do município paulista de Restinga, falou às famílias do bairro sobre os benefícios da interação família-escola. Nize Lane expôs, também, experiências de Mobilização Social pela Educação conduzidas em seu município e região. A apresentação da mobilizadora de São Paulo foi transmitida via Skype e Hangout, ferramentas que possibilitam a realização, pela internet, de conversas com vídeo.

As famílias do Rio Sena que não puderam participar desse diálogo tiveram oportunidade, no dia seguinte, 9 de março, de interagir com os mobilizadores da UNEB e se informarem sobre como participar mais ativamente da vida escolar dos filhos durante as ações da Caravana do Lazer, projeto desenvolvido pela Superintendência de Desportos do Governo do Estado da Bahia (SUDESB).

UNEB Parque

O UNEB Parque, que começou a ser promovido no dia 3 de março, é outra atividade que vem sendo promovida pela Universidade com o objetivo de aproximar familiares, educadores e alunos. Durante a atividade, a ser realizada em todos os domingos, a UNEB abre as portas à comunidade, se tornando um parque, onde as famílias e crianças são convidadas a participar de diversas atividades de lazer.

Com informações de Valnice Paiva, mobilizadora social pela Educação junto à UNEB.

Inscrições para o 42º Concurso Internacional de Redação dos Correios vão até sexta-feira

Os Correios recebem até a próxima sexta-feira, 15 de março, as inscrições para o 42º Concurso Internacional de Redação de Cartas, promovido pela União Postal Universal (UPU). O concurso, que visa despertar nos jovens o gosto pela escrita, tem como tema da redação deste ano "Escreva uma carta a alguém para lhe explicar por que a água é um recurso precioso". Estudantes de até 15 anos de idade da rede pública e privada de ensino podem participar por meio de suas escolas.


terça-feira, 12 de março de 2013

Ações de mobilização aproximam familiares e educadores em Presidente Prudente (SP)

Neste mês de março, o Comitê de Mobilização Social pela Educação de Presidente Prudente (SP), com o apoio da Secretaria Municipal de Educação, da Associação Betesda e de escolas da rede pública, tem incentivado a aproximação de familiares, alunos e profissionais da Educação no município. Entre as ações, atividades de conscientização sobre a importância da leitura e do combate à dengue foram algumas das iniciativas que contribuíram para unir pais e educadores.

Campanha “Ler faz bem”

A biblioteca comunitária da Betesda conta com mais de 3.500
livros e atende cerca de 100 crianças diariamente
Com o objetivo de incentivar o hábito da leitura e arrecadar livros para distribuição em pequenas bibliotecas em diversos pontos da cidade, a Associação Betesda, instituição que atende crianças, adolescentes e familiares em situação de vulnerabilidade em Presidente Prudente, lançou a campanha “Ler faz bem”. O lançamento do projeto foi realizado no dia 9 de março, durante evento promovido na cidade de Marabá Paulista pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) em parceria com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), a Previdência Social e a Fundação Procon.

A atividade de inauguração da campanha contou com diversas oficinas artísticas, incluindo a oficina de leitura em família, que orientou os familiares sobre como incentivar o hábito de ler e participar, em conjunto, do momento dedicado aos livros. Mais informações sobre a campanha podem ser encontradas no blog Leitura Campeã, mantido pela Associação Betesda.

Mobilização para o combate à dengue

Familiares, alunos e educadores da EMEIF Vilma Giannotti
Martinez em passeata pelo combate à dengue
As escolas municipais Antônio Moreira Lima e Vilma Giannotti Martinez reuniram pais de alunos, funcionários, professores e estudantes em passeata do projeto “Eu contra a dengue”, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação. A ação, realizada no dia 9 de março, teve como finalidade conscientizar a comunidade prudentina sobre a necessidade de prevenir e combater os focos de proliferação do mosquito da dengue e propiciou a interação entre familiares e educadores.

Reunião para planejamento de ações

Integrantes do Comitê reunidos para planejamento de ações
No dia 5 de março, os integrantes do Comitê de Mobilização de Presidente Prudente realizaram o primeiro encontro do ano, na sede da Secretaria Municipal de Educação, para discussão e planejamento de ações. Além de membros do Comitê, estiveram presentes na reunião profissionais da Educação e da Assistência Social, bem como representantes de pais de alunos e dos conselhos Tutelar e da Juventude.

Com informações de Solange Ferreira, membro do Comitê de Presidente Prudente, e de Itamar Xavier, mobilizador social pela Educação e orientador pedagógico da Associação Betesda.

segunda-feira, 11 de março de 2013

Barreirinhas (MA) reforça ações de incentivo à interação família-escola-comunidade

Voluntários e integrantes do Comitê de Mobilização da cidade maranhense de Barreirinhas vão participar, nesta terça-feira, 12 de março, de Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação. A atividade tem como objetivo orientar a atuação dos mobilizadores e, assim, fortalecer as ações de incentivo à interação família-escola-comunidade promovidas no município. 

A ser realizada na Casa do Turista Dulce Corrêa, a Oficina contará com apresentações sobre o Plano de Mobilização Social pela Educação (PMSE) conduzidas pelo representante da equipe do PMSE no Ministério da Educação, Paulo Ronaldo dos Santos. O servidor do MEC vai expor, ainda, exemplos de boas práticas de mobilização da comunidade em prol da educação desenvolvidas em diversas regiões do País e orientar os participantes a elaborarem Plano de Ação adaptado às características sociais e educacionais de Barreirinhas.

Planejamento para 2013

Integrantes do Comitê de Barreirinhas
reunidas para planejamento de ações
O evento de formação vai reforçar, também, as ações que já vinham sendo planejadas pelo Comitê local para 2013. No dia 30 de janeiro, a representante da Secretaria Municipal de Educação, Clerismar de Sousa Silva – mobilizadora que entrou em contato com o MEC para a realização da Oficina –, se reuniu com outras integrantes do Comitê de Barreirinhas, as mobilizadoras Edna Maria Almeida, Ana Maria Santos e Gerciane Reis Santos, para definir as metas e estratégias de atuação para este ano.

De acordo com a mobilizadora Ana Maria Santos, o encontro marcou o início das atividades de incentivo à interação família-escola em Barreirinhas com o apoio da nova gestão, empossada no começo do ano. 

“Ficou definido que, a partir desta data, os trabalhos da Mobilização Social pela Educação no município serão retomados com mais afinco, pois a nova gestão municipal abraçou a causa com otimismo e deu apoio total ao trabalho. O objetivo do comitê é impactar a cidade com essas ações junto às escolas, no intuito de mostrar que para a educação melhorar todos devem participar”, afirmou Ana Maria.

Serviço

Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação em Barreirinhas

Data: 12 de março de 2013
Local: Casa do Turista Dulce Corrêa – Avenida Rodoviária, s/n. Bairro Boa Fé – Barreirinhas (MA)
Horário: 8h às 18h

sexta-feira, 8 de março de 2013

Dia internacional da mulher: parabéns, mobilizadoras!

Ilustração da cartilha Acompanhem
a vida escolar dos seus filhos
Hoje, 8 de março, é comemorado o Dia Internacional da Mulher. Mais do que uma simples data comemorativa, esse dia propõe a reflexão sobre tudo o que as mulheres já conquistaram e, principalmente, sobre o que ainda falta conquistar para que tenhamos um mundo mais justo para as mulheres. 

O Blog da Mobilização parabeniza, em especial, as mulheres educadoras e mobilizadoras sociais pela Educação, que têm buscado, entre suas lutas cotidianas, contribuir para uma educação pública de mais qualidade. 

História do 8 de março

As histórias que remetem à criação do Dia Internacional da Mulher alimentam o imaginário de que a data teria surgido a partir de um incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York em 1911, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas. Sem dúvida, o incidente ocorrido em 25 de março daquele ano marcou a trajetória das lutas feministas ao longo do século 20, mas os eventos que levaram à criação da data são bem anteriores a esse acontecimento.

Desde o final do século 19, organizações femininas oriundas de movimentos operários protestavam em vários países da Europa e nos Estados Unidos. O primeiro Dia Nacional da Mulher foi celebrado em maio de 1908 nos Estados Unidos, quando cerca de 1500 mulheres aderiram a uma manifestação em prol da igualdade econômica e política no país.

Com a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) eclodiram ainda mais protestos em todo o mundo. Mas foi em 8 de março de 1917, quando aproximadamente 90 mil operárias manifestaram-se contra o Czar Nicolau II, as más condições de trabalho, a fome e a participação russa na guerra - em um protesto conhecido como "Pão e Paz" - que a data consagrou-se, embora tenha sido oficializada como Dia Internacional da Mulher apenas em 1921.

Somente mais de 20 anos depois, em 1945, a Organização das Nações Unidas (ONU) assinou o primeiro acordo internacional que afirmava princípios de igualdade entre homens e mulheres. Nos anos 1960, o movimento feminista ganhou corpo, em 1975 comemorou-se oficialmente o Ano Internacional da Mulher e em 1977 o "8 de março" foi reconhecido oficialmente pelas Nações Unidas.

"O 8 de março deve ser visto como momento de mobilização para a conquista de direitos e para discutir as discriminações e violências morais, físicas e sexuais ainda sofridas pelas mulheres, impedindo que retrocessos ameacem o que já foi alcançado em diversos países", explica a professora Maria Célia Orlato Selem, mestre em Estudos Feministas pela Universidade de Brasília e doutoranda em História Cultural pela Universidade de Campinas.

Saiba mais sobre a história do Dia Internacional da Mulher no site da Revista Nova Escola.

Texto: Paula Nadal / Revista Nova Escola