terça-feira, 30 de dezembro de 2008

A Educação no Brasil – 1 (PROINFÂNCIA)


O programa

O Programa Nacional de Reestruturação e Aparelhagem da Rede Escolar Pública de Educação Infantil, ou simplesmente ProInfância, é um programa do MEC/FNDE que tem como objetivo a construção de creches e escolas de educação infantil e a reestruturação e aquisição de equipamentos para a rede física escolar desse nível educacional. Seu principal objetivo é prestar assistência financeira, em caráter suplementar, ao Distrito Federal e aos municípios que efetuaram o Termo de Adesão ao Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação (do qual falaremos em breve). Os recursos destinam-se à construção, reforma e aquisição de equipamentos e mobiliário para creches e pré-escolas públicas da educação infantil.

O objetivo do programa é diminuir as disparidades de acesso à educação infantil e garantir o padrão mínimo de qualidade da infra-estrutura educacional.

Como participar

O município interessado em se beneficiar do ProInfância, como já dissemos, deve aderir ao Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação e elaborar o PAR (também veremos o que é o PAR em um próximo post), em que deve ser apontada a necessidade de creches e pré-escolas. Posteriormente, o município deve se inscrever no programa por meio da página do FNDE e encaminhar os documentos necessários para a Coordenação de Habilitação para Projetos Educacionais do FNDE.

O dinheiro é repassado diretamente do Governo Federal para a Prefeitura Municipal.

Como é a Creche


As creches do Programa ProInfância são construídas de acordo com um projeto-padrão desenvolvido pelo FNDE em parceria com a Universidade de Brasília, que contou ainda com as sugestões de grandes especialistas na área de educação infantil do país. A creche foi projetada para atender a todas as necessidades e garantir o pleno desenvolvimento das crianças de até seis anos.

Para mais informações, clique aqui.
Fonte: www.fnde.gov.br.

Nova série no Blog: A Educação no Brasil

Hoje inauguramos uma nova série de postagens em nosso Blog: A Educação no Brasil.

Essa série trará informações e discussões sobre a realidade da educação em nosso país, além de notícias de utilidade pública apresentando e explicando alguns programas de apoio a escolas e redes de ensino.

O primeiro post da série tratará do apoio a Creches e escolas de educação infantil. Não perca!

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Educação garante mais chances de emprego e maiores salários



Pesquisa recente, realizada pelo Centro de Políticas Sociais da Fundação Getulio Vargas em parceria com o Instituto Votorantim - "Educação e emprego do Jovem" mostra que pessoas com mais anos de estudo têm mais chances de arrumar emprego e ganhar maiores salários.Conclui também que quem passou por um curso de alfabetização de adultos possui mais chances de obter ocupação e salários maiores do que aqueles que nunca estudaram.
impacto da escolarização e programas de qualificação profissional no mercado de trabalho brasileiro com ênfase na inserção empregatícia da população jovem. O quadro1 demonstra isso, fazendo uma correlação entre escolaridade e taxa de ocupação. Mas indica, também, um dado muito importante - trajetórias educacionais inerrompidas comprometem a empregabilidade. Assim, uma pessoa que interrompeu o ensino médio, por exemplo, tem menos chance de conseguir emprego do que aquele que tem apenas op ensino fundamental completo. O mesmo racioncínio vale para o ensino superior interrompido em relação ao ensino médio completo. O quadro 2 mostra a correlação entre escolaridade e salário, com os rendimentos médios dos brasileiros de acordo com sua escolaridade. Conheça os resultados da pesquisa acessando http://www3.fgv.br/ibrecps/VOT/index.htm

domingo, 14 de dezembro de 2008

Mobilização Empresarial

Articulação para atrair novas empresas

O Instituto Votorantim, o Instituto Gerdau, o Instituto Razão Social, o Atletas pela Cidadania, o Todos pela Educação e a Olhar Cidadão estão articulando em conjunto uma proposta ao GIFE para incluir empresas e institutos associados no alinhamento de suas ações em educação com a lógica da política pública: acompanhamento e apoio na implantação dos Planos de Ações Articuladas pelos estados e municípios, melhora do IDEB e mobilização das famílias - pais, mães e responsáveis por crianças, adolescentes e jovens estudantes em escolas públicas.

Atletas pela Cidadania são novos parceiros da mobilização

A ONG Atletas pela Cidadania também participará da mobilização social pela educação, em parceria com o Instituto Votorantim e outras empresas e instituições que estão alinhando suas ações com as políticas públicas educacionais, com o objetivo de fortalecer o PAR Plano de Ações Articuladas e melhorar o IDEB das escolas brasileiras. Um membro da instituição sempre participará das atividadesprogramadas pelo Instituto Votorantim, modelo que deverá ser replicado com outras instituições empresariais.

Mobilização Empresarial tem novas adesões

Grupo Gerdau e Wal Mart são novos parceiros

A mobilização social pela educação acaba de receber duas importantes adesões: Gerdau e Wal Mart.

A Gerdau está formatando um projeto para atuar nos municípios prioritários de áreas e regiões onde tem negócios, visando a fortalecer a implantação dos PAR Planos de Ações Articuladas do PDE. Serão contemplados, também, programas para mobilização de seus colaboradores, e a sensibilização de parceiros e fornecedores. O objetivo é alinhar as ações do Grupo na educação às políticas públicas que estão sendo implantadas pelo Ministério da Educação com os estados e municípios.
Uma oficina de capacitação para os mobilizadores da empresa será feita com o apoio da equipe que coordena a mobilização social no MEC para apoiar a implantação do projeto.

A Wal Mart também formatará, nas próximas semanas, seu plano de mobilização, que deve atingir o público interno, os clientes das lojas e os fornecedores. Ações de mobilização pela educação serão incluídas no projeto social em Bomba do Emetério, comunidade carente de Recife, nos centros de apoio comunitário das lojas Todo Dia e Maxxi. A midia eletrônica do grupo veiculará mensagens de mobilização, tema que será contemplado, também, nos programas de treinamento interno.

Mobilização de Empresas


Instituto Votorantim - Rota da Educação

O Instituto Votorantim, braço social do Grupo Votorantim, está atuando fortemente na mobilização social pela educação, seguindo a lógica proposta pelo Ministério da Educação para empresas interessadas:
a) mobilizar seu público interno, visando a atingir as famílias;
b) mobilizar os principais atores das comunidades onde atua, com ênfase nos municípios prioritários para atendimento pelo MEC por seu baixo IDEB;
c) sensibilizar e mobilizar seus parceiros comerciais
Municípios
A mobilização dos municípios onde atua, tem como objetivo contribuir para a melhoria da qualidade da Educação Pública nesses locais, via mobilização dr as comunidade locais – agentes-chave da Educação – para elevação dos indicadores educacionais (IDEB), apoiando a implementação do PAR – Plano de Ações Articuladas, do Plano de Metas do PDE/ Plano de Desenvolvimento da Educação do Ministério da Educação.

O projeto teve início com um piloto desenvolvido em Nobres/MT, Arroio Grande/RS e Itapirapuã Paulista/SP. A equipe do Instituto Votorantim, juntamente com dirigentes e funcionários das unidades locais, fez contatos com autoridades municipais e estaduais ligadas à educação, professores, diretores de escolas, alunos e seus pais, lideranças religiosas e representantes dos diversos segmentos sociais. Nessas ocasiões, foram distribuídas as cartilhas "Acompanhem a vida escolar de seus filhos" e apresentado e discutido o PAR de cada um. Foi criado, também o embrião do comitê de controle social que vai acompanhar a implantação e os progressos das ações do PAR.
Com base nesse modelo, a meta para 2009 é atingir 130 municípios prioritários, com um conjunto de ações visando a manter a população mobilizada pela melhoria da qualidade da educação. Ao longo da semana, publicaremos detalhes do projeto.
Público interno

O público interno está sendo sensibilizado e mobilizado com a impressão e distribuição da cartilha para todos os 60 mil funcionários. Cartazes alusivos a temas de interesse, como o ProUni, o Censo da Educação Básica e o IDEB, entre outros, estão sendo impressos e afixados nos murais e quadros de aviso. Um programa com os trainees das empresas para a mobilização permanente dos colaboradores está sendo iniciado. Maiores detalhes serão informados em próximas mensagens neste blog.

Outra importante ação tem sido a divulgação do projeto junto a outras empresas, incentivando-as a procurar a equipe de mobilização social do MEC para o estabelecimento de parceiras visando a integrar o amplo esforço pela melhoria da qualidade da educação no Brasil.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Espaço do Mobilizador - 1

Tive o prazer de Participar da Oficina de Capacitação para Agentes Mobilizadores do Plano de Mobilização Social pela Educação, em Brasília, dias 02 e 03 de dezembro do ano em curso. Representando o estado do Piauí, um dos estados com maior carência de desenvolvimento educacional, deparei-me com dados, explanações das reais situações, como também propostas de melhoria, buscando inicialmente convocar todas as líderanças sociais e religiosas, como também as comunidades, para incentivarem a participação das famílias na vida escolar de seus filhos. Discutimos estratégias para maior eficácia das ações do Plano de Mobilização, de acordo com a realidade de cada região. Elaboramos planos de ação, de acordo com a região, a curto, médio e longo prazo, a fim de estabelecermos estratégias para a execução do Plano com maior eficiência e abrangência possíveis. Os resultados foram extremamente positivos, gerando agentes capacitados e conscientes da causa que abraçaram.
No que diz respeito ao Piauí, já vislumbro melhorias na qualidade da educação decorrentes de tal conscientização. Agora, só resta unirmos as nossas forças por um bem comum a todos.

Késia Mesquita
Teresina - Piauí

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Espaço do Mobilizador

Amanhã inauguraremos uma nova seção do Blog da Mobilização: o ESPAÇO DO MOBILIZADOR.
Neste espaço, você pode compartilhar conosco suas experiências com o Plano de Mobilização Social pela Educação, incentivando outras pessoas a agirem!
Aguardamos sua contribuição.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Professora premiada atribui ao pai o sucesso profissional


O momento mais emocionante na solenidade de entrega do prêmio aos vencedores do concurso Professores do Brasil, ocorrida na semana passada, em Brasília, foi o depoimento de uma das premiadas.
Após receber das mãos do Ministro Fernando Haddad o troféu, a Professora Nadia Maria Rodrigues, do distrito Federal, quebrando o protocolo, foi ao microfone e disse que queria, naquele momento, homenagear sua família, que estava presente, e, em especial, seu pai. Muito emocionada, ela contou como o pai, João Tiago Rodrigues, sempre valorizou seus estudos, incentivou-a progredir e, em momentos críticos, ajudou-a a superar obstáculos. Um deles foi quando, aprovada no vestibular, não tinha recursos para pagar as mensalidades.
O pai não deixou que isso impedisse a matrícula da filha. Foi à escola, conversou com os dirigentes, pediu muito, afirmando que eles não se arrependeriam de ajudar uma boa aluna e, finalmente, conseguiu a bolsa.
"Estou hoje recebendo esse prêmio, que é uma demonstração da aposta de meu pai", declarou.
Nadia Maria, é professora do 3o. ano do Ensino Fundamental no Centro de Ensino Fundamental 18, de Brasília-DF. Ela concorreu com outros 375 colegas de todo o país na categoria séries iniciais do Ensino Fundamental, sendo premiada com o trabalho "A África está em nós e nós estamos na África".

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Mais 50 pessoas são capacitadas

Por Késia Mesquita.

Aconteceu em Brasília, nos dias 2 e 3 de dezembro, mais uma Oficina de Capacitação para Agentes Mobilizadores do Plano de Mobilização Social pela Educação. Sediada no Instituto Bíblíco, a oficina contou com a participação de representantes de várias denominações religiosas. As cinco regiões do Brasil estiveram presentes na Oficina, que tem por objetivo capacitar os voluntários a atuarem nas suas comunidades conscientizando as famílias sobre sua importância na educação de seus filhos. A equipe anfitriã expôs dados sobre a educação brasileira, apresentou a cartilha que incentiva a participação das famílias na educação dos filhos, como também o seu Plano de Mobilização Social pela Educação. Após discussões, ponderações e elaborações de planos de ação locais, não apenas como agentes voluntários, muitas vezes indiferentes às causas sociais que abraçam, e sim, como pais, irmãos, tios, amigos, professores e cidadãos que somos, conscientes da importância da educação e esperançosos quanto às possibilidades de melhoria aos que nos cercam e aos demais, retornamos para nossas cidades de origem, estimulados a convocar as lideranças religiosas, como também toda a comunidade, ao empenho no acompanhamento das nossas crianças e adolescentes em suas atividades escolares.

MAIS DE 3.000 ACESSOS

É uma grande felicidade para todos nós, que pretendemos ver a melhoria da educação em nosso Pais, noticiarmos que nosso BLOG saltou, em apenas 30 dias, de 1.000 acessos para mais de 3.000. E isso não demonstra apenas o acesso no site.


Notamos que muitas pessoas têm nos procurado para ingressarem no grupo, sinalizando com novas frentes de trabalho, além de percebermos que muitos dos participantes, ainda tímidos, resolveram pôr a mão na massa, solicitando materiais programando reuniões, etc. Além de sugestões sobre ações a realizar e áreas a cobrir.

Continuem assim e parabéns a todos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Escola divulga para pais IDEB e metas até 2022

A Escola Estadual Barão do Rio Branco, de Belo Horizonte-MG, exibe em grandes painéis, no saguão principal de acesso às suas dependências e no pátio, murais com gráficos e informações sobre o seu IDEB Índice de Desenvolvimento da Educação Básica.
O IDEB é um indicador que que mede a qualidade da educação, numa escala que vai de zero a dez. Ele é uma combinação de duas informações muito importantes: o desempenho dos alunos, medido pela Prova Brasil e e a taxa de aprovação da escola, informada pelo Educacenso. A partir deste instrumento, o Ministério da Educação traçou metas de desempenho bianuais
para cada escola e cada rede até 2022.

Além do quadro do IDEB, a Escola Barão do Rio Branco exibe, no mesmo painel, o monitoramento de suas metas para aumentar a taxa de aprovação e reduzir a evasão dos alunos, entre outras informações. Dessa forma, todos - pais, alunos, professores e visitantes - podem acompanhar o que está sendo feito para melhorar a qualidade da educação. É um exemplo a ser imitado pelas rede estaduais e municipais de ensino.
Consulte o IDEB, clique aqui.


quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Torne-se um mobilizador: passo-a-passo para Igrejas

Documentos disponíveis
- Cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos”
- Folheto veja abaixo nosso e-mail e fale conosco.
- Folder

Além dos documentos básicos da mobilização, as igrejas têm recebido orientação específica de suas lideranças, que participam do GT da Mobilização. Essas orientações dizem respeito a como e quando mobilizar e os locais onde já existem comitês de mobilização formados. Procure a liderança de sua igreja ou fale conosco.

Entre em contato conosco pelo e-mail - mobilizacaosocial@mec.gov.br

Torne-se um mobilizador: passo-a-passo para empresas

Documentos disponíveis
- Cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos”
- Folheto veja abaixo nosso e-mail e fale conosco

Além dos documentos básicos da mobilização, que dão orientação geral, sobre como mobilizar, as empresas têm sido convidadas a desenvolver, entre outras, as seguintes atividades:

Imprimir e distribuir a cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos” para seus empregados e colaboradores. Caso queira imprimir sua logomarca na cartilha, veja abaixo nosso e-mail e fale conosco.

Imprimir a cartilha para ser distribuída pelos colaboradores da empresa que fazem trabalho social voluntário e para as famílias que residem nas comunidades onde ela atua. Caso queira imprimir sua logomarca na cartilha,veja abaixo nosso e-mail e fale conosco.

Imprimir e distribuir folhetos com mensagens e dicas curtas para as famílias, falando sobre a importância de participar da educação dos filhos. Prestadoras de serviço também podem imprimir as mensagens nos documentos enviados aos clientes e usuários (contas de luz, gás, água e telefone, boletos bancários, carnês etc.). Caso queira imprimir sua logomarca no folheto, veja abaixo nosso e-mail e fale conosco.

Divulgar as dicas dos folhetos e outras mensagens nos murais da empresa, em locais de grande circulação de empregados e nos meios de comunicação internos e externos que possuem.

Entre em contato conosco pelo e-mail - mobilizacaosocial@mec.gov.br

Torne-se um mobilizador: passo-a-passo para sindicatos e outras entidades de representação de trabalhadores

Documentos disponíveis
- Cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos”
- Folheto - veja abaixo nosso e-mail e fale conosco.

Além dos documentos básicos da mobilização, que dão orientação geral, sobre como mobilizar, os sindicatos e outras entidades de representação de trabalhadores têm sido convidados a desenvolver, entre outras, as seguintes atividades:

Imprimir e distribuir a cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos” para seus associados e colaboradores. Caso queira imprimir sua logomarca na cartilha, veja abaixo nosso e-mail e fale conosco.

Imprimir e distribuir folhetos com mensagens e dicas curtas para as famílias, falando sobre a importância de participar da educação dos filhos.

Divulgar as dicas dos folhetos e outras mensagens nos murais da entidade, nos eventos com os associados e nos meios de comunicação internos e externos que possuem.

Entre em contato conosco pelo e-mail - mobilizacaosocial@mec.gov.br

Torne-se um mobilizador: passo-a-passo para entidades de representação empresarial

Documentos disponíveis
- Cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos”.
- Folheto veja abaixo nosso e-mail e fale conosco.

Além dos documentos básicos da mobilização, que dão orientação geral, sobre como mobilizar, as entidades têm sido convidadas a desenvolver, entre outras, as seguintes atividades:

Divulgar a cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos” para seus associados e colaboradores, incentivando-os a imprimir o material para distribuição para seus empregados e colaboradores. Caso queira imprimir sua logomarca na cartilha, veja abaixo nosso e-mail e fale conosco.

Divulgar para seus associados e colaboradores folhetos com mensagens e dicas curtas para as famílias, falando sobre a importância de participar da educação dos filhos. Caso queira imprimir sua logomarca na cartilha, veja abaixo nosso e-mail e fale conosco.

Divulgar as dicas dos folhetos e outras mensagens nos murais da entidade, nos eventos com os associados e nos meios de comunicação internos e externos que possuem.

Entre em contato conosco pelo e-mail - mobilizacaosocial@mec.gov.br

Torne-se um mobilizador: passo-a-passo para profissionais da área da saúde

Materiais disponíveis
- Cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos”
-
Folheto - veja abaixo nosso e-mail e fale conosco.

Além dos documentos básicos da mobilização, que dão orientação geral sobre como mobilizar, os profissionais da área da saúde têm sido convidados a desenvolver, entre outras, as seguintes atividades:

Entregar a cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos” para os públicos com os quais interage – pais, mães e responsáveis por crianças e jovens que estudam em escolas públicas - falando sobre a importância da família no desempenho escolar dos estudantes. Caso queira exemplares da cartilha, veja abaixo nosso email e fale conosco.

Aproveitar os momentos de interação com as famílias para falar sobre a responsabilidade da família na educação dos filhos.

Entregar para os públicos com os quais interage folhetos com mensagens e dicas curtas para as famílias, falando sobre a importância de participar da educação dos filhos. Caso queira exemplares do folheto,
fale conosco

Divulgar as dicas dos folhetos e outras mensagens nos murais e quadros de aviso dos locais onde trabalha.

Sensibilizar seus colegas de trabalho a atuarem como mobilizadores pela educação.


Entre em contato conosco pelo e-mail - mobilizacaosocial@mec.gov.br

Torne-se um mobilizador: passo-a-passo para organizações não-governamentais e voluntários de programas sociais


Materiais disponíveis (barra lateral do blog)

- Cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos”
- Folheto - veja abaixo nosso email e fale conosco.

Além dos documentos básicos da mobilização, que dão orientação geral sobre como mobilizar, as ONGs e voluntários de programas sociais têm sido convidados a desenvolver, entre outras, as seguintes atividades:

Entregar a cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos” para as famílias que têm crianças e jovens estudando em escolas públicas, falando sobre a importância da família no desempenho escolar dos estudantes. Caso queira exemplares da cartilha, veja abaixo nosso email e fale conosco.

Aproveitar os momentos de interação com as famílias atendidas pela entidade ou pelos voluntários para falar sobre a responsabilidade da família na educação dos filhos.

Entregar para os públicos com os quais interagem folhetos com mensagens e dicas curtas para as famílias, falando sobre a importância de participar da educação dos filhos. Caso queira exemplares do folheto, veja abaixo nosso email e fale conosco.

Divulgar as dicas dos folhetos e outras mensagens nos murais e quadros de aviso das ONG’s e de instituições com as quais trabalha.

Entre em contato conosco pelo e-mail - mobilizacaosocial@mec.gov.br

Avanços da Mobilização: Rondônia, Pará, Maranhão, Piauí.


Piauí:
No estado, o trabalho está começando, com a divulgação do projeto junto aos padres e voluntários da igreja católica e em algumas escolas. Os próximos passos incluem Articular a Mobilização com as Pastorais da Igreja Católica e a divulgação junto às demais Igrejas Cristãs, formação dos comitês, fortalecimento dos comitês onde já estão formados, formação de multiplicadores e conscientização das famílias sobre a cartilha e sobre seu papel de participação na vida escolar dos filhos.

Pará:
Em Belém já existe um grupo articulado, chamado de pré-comitê da mobilização, composto por representantes de igrejas, secretarias estadual e municipal de educação, conselhos estadual e municipal da educação, representantes de pais, do Ministério Público, ONG's e professores, entre outros. Esse grupo está se ampliando e integrando outras iniciativas surgidas no interior do estado, como Abaetetuba.

Maranhão:
O Plano de mobilização já foi discutido pela Pastoral da Educação em 10 dioceses, principalmente para professores da rede pública de ensino. Nos dias 9 e 10 de Dezembro será realizada oficina na cidade de Santa Inês, reunindo cerca de 100 lideranças e voluntários que atuam em projetos sociais de todo o estado, organizada em conjunto pelas igrejas católica e Presbiteriana Independente. Nessa oficina, será elaborado um Plano de Ação, visando a acelerar a implantação do projeto, com especial atenção aos municípios com os mais baixos IDEBs, já incorporando os novos mobilizadores no trabalho.

Rondônia:
O Plano de Mobilização foi lançado em Setembro em Porto Velho, em parceria com o Fórum dos Conselhos Estaduais de Educação. A fase atual é de divulgação das ações e formação de Comitês na regional que abrange Acre e Sul do Amazonas. Isso envolve a busca de parceiros como ONG's, Unicef, Undime, além de organizar reuniões específicas de pais para apresentar a cartilha.




quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Plano de Mobilização lançado na Paraíba


Com a presença de representantes de diversos segmentos da sociedade - igrejas, empresários, trabalhadores, professores, universidades, secretários municipais de educação, representantes de pais e de conselhos de educação e de desenvolvimento social foi lançado no dia 24 o Plano de Mobilização Social pela Educação em João Pessoa, PB. Durante o debate foi enfatizada pelos presentes a necessidade uma ação imediata da sociedade em prol da melhoria dos resultados educacionais do estado, considerados muito aquém do que seria aceitável. Os presentes comprometeram-se a mobilizar as dezenas de entidades representadas, apoiando as ações que serão desenvolvidas pelo Comitê de Mobilização criado na ocasião. O evento, realizado na sede da OAB - Ordem dos Advogados do Brasil, seção Paraíba, teve a coordenação conjunta de Dom Aldo Pagotto, arcebispo de João Pessoa e do Pastor Rodolfo Eloy, da Associação de Patores da Paraíba.

Novas adesões ao Plano de Mobilização em Pernambuco e na Paraíba - 300 mil cartilhas serão distribuídas




No último final de semana - sábado e domingo - o Plano de Mobilização Social pela Educação foi apresentado e discutido com Presidentes, mesas diretoras, pastores e representantes de diversos departamentos da Igreja Evangélica Assembléia de Deus no Nordeste.
No sábado à tarde, mais de 300 pastores vindos de todos os municípios de Pernambuco, reunidos em Abreu e Lima, deram seu apoio ao Plano, comprometendo-se a mobilizar as famílias de suas comunidades, incentivando-as a participar da educação de suas crianças, adolescentes e jovens. No domingo, a reunião aconteceu em Campina Grande, na Paraíba, onde a diretoria da Igreja também assegurou que a mobilização será feita nos municípios do estado.
Na segunda-feira foi a vez de João Pessoa. O Pastor Presidente da Igreja naquela capital reuniu um grupo de mulheres coordenadoras da ação social com crianças do município, trabalho que atinge mais de 10 mil meninas e meninos. Elas se entusiasmaram com a possibilidade de sensibilizar as famílias dessas crianças em prol da melhoria da qualidade da educação.

As lideranças de Pernambuco e Paraíba estimam distribuir 300 mil cartilhas ao longo de 2009, em um trabalho permanente de explicação de seu conteúdo em todas os momentos de interação com as famílias.

O apoio das Assembléias de Deus no Nordeste ao Plano de Mobilização será um fator importante para melhorar o IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) dos municípios da região. Atualmente, nos dois estados, mais da metade dos municípios tem Ideb's abaixo da média nacional.

Cartilha é explicada aos pais em Pindamonhangaba





Aconteceu em 22 de Novembro uma reunião com 102 famílias de um loteamento social denominado Residencial Liberdade, em Pindamonhangaba, SP. O Pastor Sebastião Bertolino, que coordena as ações de mobilização na região, orientou os pais sobre a importância de participarem da educação de seus filhos. Para isso, utilizou a versão on-line da cartilha, disponível no blog, explicando-a pagina por página, estimulando-os com fatos do dia a dia e experiências pessoais a acompanharem seus filhos. Animou-os, também, a retomarem seus estudos

O evento foi promovido pela participante do GT de Mobilização, Doris Bertolino, diretora do departamento de habitação da Prefeitura Municipal, dentro de um projeto do loteamento com a Caixa Econômica Federal.
Participaram do encontro representantes da pastoral da criança e da pastoral da saúde que atendem aquela região. Além de educação, foram tratados os temas relacionados ao meio ambiente e à cidadania.
Eventos semelhantes estão sendo agendados, sendo o próximo no bairro Cerâmica, onde é realizado um trabalho de promoção social e de auto sustentação.



segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Bauru conhece o Plano de Mobilização

No último sábado, Bauru conheceu o Plano de Mobilização Social pela Educação. Mais de 50 pessoas, entre voluntários e educadores, de Bauru e de cidades vizinhas, conheceram e debateram o Plano.
Após conversar sobre maneiras de implementar diversas ações do Plano, adaptando-o ao contexto da cidade, as pessoas se entusiasmaram com a possibilidade próxima de criação de um comitê local de mobilização.
Também estiveram presentes as Secretárias Municipais de Educação de Bauru e de Pirajuí.
Veja algumas fotos.
Discussão em grupos

Equipe organizadora e alguns participantes

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Conheça a realidade educacional de estados e municípios brasileiros

Estão disponíveis no blog dois sistemas de consulta muito importantes para quem quiser conhecer a realidade educacional dos municípios brasileiro.

1) PAR - PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS
O PAR - Plano de Ações Articuladas deve ser elaborado por todos os municípios que quiserem receber assistência técnica ou financeira do Ministério da Educação. Com metas claras, passíveis de acompanhamento público e controle social, o sistema permite a consulta pública aos relatórios dos Planos de Ações Articuladas elaborados pelos estados e municípios que aderiram ao Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação.
Para elaborar o seu PAR, os estados e municípios devem fazer um diagnóstico minucioso de sua realidade educacional. Com base nesse diagnóstico, são desenvolvidas ações que resultam no PAR.
O diagnóstico da situação educacional está estruturado em quatro grandes dimensões:

1. Gestão Educacional.
2. Formação de Professores e dos Profissionais de Serviço e Apoio Escolar.
3. Práticas Pedagógicas e Avaliação.
4. Infra-estrutura Física e Recursos Pedagógicos.

Conhecendo melhor sua realidade e propondo ações para solucionar os problemas identificados, estados e municípios aumentam sua capacidade de melhorar a educação oferecida aos seus habitantes.
É importante conhecer o PAR e acompanhar sua implantação. Consulte o sistema na barra lateral direita do blog ou clique aqui.

2) INDICADORES DEMOGRÁFICOS E EDUCACIONAIS

Permitem conhecer o perfil da população e da rede de ensino de cada um dos estados e municípios brasileiros. Os indicadores populacionais e educacionais foram reunidos e sistematizados, por estado e município. Consulte o sistema na barra lateral direita do blog ou clique aqui.
Para melhor entendimento dos dados, veja também o Glossário de Termos.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Avanços da Mobilização

O que está sendo feito em São Paulo

Franca (SP)

Contato da equipe da pastoral da Educação com varias denominações religiosas;
Montagem do Comitê de Mobilização;
Lançamento oficial do Plano e realização de oficinas com representantes do MEC;
Realização de reuniões semanais do Comitê (direcionamento de ações);
Encontro com representantes de Igrejas Cristãs e lideranças de grupos sociais;
Trabalho das igrejas com seus fiéis, catequistas e pastorais;
Encontro de pais representantes de APMs;
Lançamento do Plano na Cidade de Orlândia
Apresentação do Plano no CDP - Conselho Diocesano de Pastorais (Igreja Católica);
Ações em creches de algumas Igrejas: reuniões com pais e responsáveis;
Elaboração de um calendário com as datas de ações a serem realizadas em 2009.

Pindamonhangaba (SP)

A Igreja Assembléia de Deus de Pindamonhangaba tem atuado em duas frentes: distribuindo cartilhas para as famílias de suas comunidades; apresentando o Plano de Mobilização para as lideranças da Igreja em outras regiões, sensibilizando-as para também trabalharem como mobilizadores, a saber:
Convenção Ministério de Taubaté (com atuação em vários municípios); Convenção Sul de Minas (com inserção em vários municípios); Ministério do Pará (com inserção em vários municípios e estados) + Rede Boas Novas (TV); Ministério pastor Jose Santana; Ministério de Santos.

A mesma ação tem sido feita com outras denominações, como a Igreja Batista do Povo – Pindamonhangaba; o Instituto Bíblico das Assembléias de Deus em Pindamonhangaba com inserção em todo o Brasil e a Igreja Adventista do Sétimo Dia + Rede Novo Tempo+ Fundação Setorial. Esta última já fez a apresentação do projeto para as lideranças da rede de Comunicação; distribuiu a cartilha e conscientização de lideres religiosos. Tem feito, também, a preparação da rede de comunicação para uma mobilização junto às igrejas;

Osasco (SP)

Em fase inicial, foi feita a apresentação do projeto e a discussão sobre a importância e a necessidade da mobilização para os membros da Pastoral da Educação da cidade.

Zona Leste (SP)

Trabalho com a Pastoral Social e a Pastoral da Educação, discutindo o Plano e estratégias para mobilizar as famílias da região. Está sendo criado um grupo de formadores voluntários da região, que deverão participar de oficina de e formação de mobilizadores ainda este ano.

Mauá (SP)

Inclusão no calendário da diocese do ABCD de 2009 de oficinas e apresentações em reuniões com pais, apresentação no curso de agentes comunitários em formação na comunidade, apresentação aos membros da Pastoral da Educação e da Criança, apresentação nas reuniões dos pais da catequese.

Todos pela Educação (SP)

Tem feito trabalho junto às instituições parceiras da entidade, buscando seu apoio e participação no projeto de mobilização. Tem divulgado as ações no portal institucional.

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Avanços da Mobilização

O que está sendo feito em Alagoas, Bahia e Sergipe

Está sendo realizado o levantamento e cadastramento de lideranças religiosas que possam ser multiplicadoras do Plano de Mobilização, de modo a atingir todos os municípios desses estados a partir da mobilização maciça de outros líderes.

Próximos passos
Estabelecer os Comitês Locais
Levantamento das cidades cujas escolas sejam consideradas prioritárias pelo baixo IDEB
Levantamento das Associações de Pais de Alunos e dos Conselhos Escolares
Levantamento dos Conselhos Municipais de Educação

Identificação de novos formadores
Buscar identificar lideranças nos municípios e comunidades – voluntários que atuam com as famílias em programas sociais ou das igrejas, tais como , professores de cataqueses, escolas dominicais, pastorais da educação, etc.

Meios possíveis de divulgação
Além da Cartilha, Rádio, TV, Jornal, Revistas, Sites, Blogs, Carro, Bicicleta e Carroça de Som. Usar, também, os diversos eventos das igrejas – missas, cultos, encontros – e de outros parceiros como profissionais liberais, associações comunitárias, associações de classe, sindicatos e outros.

Como as famílias podem cooperar?

Na tarde do dia 11, a cidade de Curitiba no Paraná foi palco para o lançamento do Plano de Mobilização de Igrejas Cristãs pela Educação. A proposta é sensibilizr as famílias para a importância de participar da educação dos filhos, atuando dentro de casa e se aproximando mais da escola. Considerando experiências nacionais e internacionais que apontam que essa participação melhora o rendimento dos estudantes, espera-se, com essa ação, aumentar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica aumente no país até 2022. Estiveram presentes cerca de 50 pessoas do estado envolvidas nas diferentes áreas da educação e de diferentes denominações religiosas. O evento contou ainda com a presença de autoridades políticas e religiosas locais como o bispo da diocese Anglicana de Curitiba Dom Naudal Gomes, o coordenador do MOVEC de Curitiba padre James Dalalasta, o presidente da UNDIME Carlos Sanches, o sacerdote Carlos Chequim da pastoral da educação da CNBB, a diretora da Secretaria da Educação Básica, Cleuza Repulho, a assessora especial do Ministro da Educação, Linda Goulart e entre outros.

Segundo o presidente do fórum dos Conselhos Estaduais de Educação, Romeu Miranda, o primeiro passo para atingir a meta de alfabetização é criar a preocupação na sociedade e mostrar aos pais como saber se o seu filho está aprendendo. Sanches também seguiu este raciocínio e foi mais a frente. "Pela primeira vez, está acontecendo uma revolução na educação no Brasil, porque foram estabelecidas metas com prazo. O passo que estamos dando é grande, mas se abraçarmos esta causa sanaremos pelo menos um pouco da dívida que temos com as crianças brasileiras".

A assessora Linda Goulart alertou os participantes que, no trabalho com as famílias, devemos mostrar que medidas simples podem dar ótimos resultados. como orientar as crianças a fazerem o dever de casa, lerem algo todos os dias, não faltarem às aulas e serem pontuais, por exemplo. "Se usarmos os recursos da igreja, como uma fala do pastor ou do padre no momento do culto ou da missa para alertar os pais sobre sua responsabilidade com a educação dos filhos, teremos bons resultados", conclui.
Já a diretora da SEB, Cleuza Repulho, explicou o que é o PAR - Plano de ações Articuladas, que todos os municípios e estados devem fazer para receberem assistência técnica e financeira do Ministério da Educação. "O PAR é importante porque é um instrumento de gestão, também. Ele é elaborado com base em diagnóstico da situação e suas ações são voltadas para priorizar os pontos principais da administração das redes".

O programa prosseguiu com uma oficina de capacitação de lideranças que se dispuseram a trabalhar com suas comunidades, atuando como mobilizadores e multiplicadores.

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

JÁ TEMOS CINCO OFICINAS AGENDADAS !!!!!!!!!!!!!!


Nossa mobilização está acontecendo! Nas últimas semanas já foram agendadas cinco oficinas de capacitação de mobilizadores:


São Paulo/SP 29 e 30/11

Brasília/DF 02 e 3/12

São Paulo/SP 06e 7/12

Santa Inês/MA - 9 e 10/12

Fortaleza/CE - 13 e 14 /12

São Paulo/SP - 20 e 21/12

Isso significa que, até o final deste ano, estarão capacitados em torno de 400 mobilizadores. O número parece grande, mas não é assim, o sucesso do Plano de Mobilização Social pela Educação depende da participação de todos os que pretendem ver a realidade educacional em nosso pais mudada para melhor. Para isso, os mobilizadores têm um papel muito importante.

Entre em contato conosco para maiores informações de como agendar uma oficina em sua comunidade, pelo telefone (61) 21049816.

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Paraná lança Plano de Mobilização Social pela Educação

Em evento coordenado pelo Conic - Conselho Nacional de Igrejas Cristãs, o Plano de Mobilização Social pela Educação está sendo lançado hoje no Paraná, no auditório da PUC-PR, em Curitiba.
Participam também da organização a Unidme-PR União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação e o Fórum dos Conselhos Estaduais de Educação PR.
Após o lançamento, para o qual foram convidados líderes dos diversos segmentos da sociedade, será realizada oficina de capacitação de mobilizadores para voluntários de varias cidades do estado.

Oficina capacita mobilizadores pela educação


Cerca de 40 representantes de igrejas cristãs participaram no último final de semana em Brasília de oficina de capacitação de mobilizadores sociais pela educação. O objetivo dessas oficinas é dar informações sobre a organização e funcionamento do sistema educacional brasileiro, assim como um panorama da situação dos alunos, escolas, professores e aprendizagem. Os participantes são capacitados, também, para serem multiplicadores - formadores de novos mobilizadores, formando-se uma grande rede nacional de mobilização pela melhoria e fortalecimento da educação brasileira.


A parte principal da oficina é dedicada à discussão do Plano de Mobilização social pela Educação, que apresenta os principais pontos que devem ser enfatizados no trabalho de esclarecimento das famílias e incentivo à sua participação efetiva na educação dos filhos. Esses pontos são baseados nas diretrizes do Plano de Metas do PDE, que refletem boas práticas identificadas em escolas públicas onde os alunos têm tido alto desempenho.


Alem desses blocos, os participantes se dividiram em grupos para discutir como implementar o plano em suas realidades. Ao final, apresentaram o que está sendo feito nas diversas regiões, um relato rico de experiências que serão divulgadas em próximas postagens neste blog.

Estiveram presentes representantes das igrejas Adventista, Anglicana, Assembléia de Deus, Batista, Católica,

Metodista e Presbiteriana Independente, vindos de Rondônia, Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Goiás, São Paulo e Rio Grande do Sul.

Ainda este ano serão realizadas oficinas no Paraná, no Maranhão, em São Paulo e no Ceará. Para 209 estão previstas 20 oficinas nos diversos estados do país.

Participaram mobilizadores

Famílias são mobilizadas pela educação


No encontro com 150 representantes da Confederação Nacional das Associações de Pais e Alunos (Confenapa) e lideranças religiosas, indígenas e quilombolas, realizado em Brasília dirigentes do Ministério da Educação apresentaram e discutiram com os participantes a implementação das metas do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE). Outro objetivo do evento foi incentivar a participação dos pais de alunos no movimento pela melhoria da qualidade da educação.
Na abertura, o ministro da Educação, Fernando Haddad, enfatizou que a escola pública exige a participação dos pais. “A própria Constituição dispõe que a educação é dever do Estado e da família”, enfatizou. Em sua opinião, o conceito de escola pública correto é aquele que entende que a escola é, antes de tudo, da comunidade. “Se não for apropriada pela comunidade, a escola será estatal, não pública. O vínculo entre Estado e família em proveito da educação das crianças brasileiras tem de ser permanente.”
O encontro com os pais de alunos faz parte de uma força-tarefa do MEC para mobilizar diversos segmentos da sociedade em prol da educação. Representantes do ministério têm se reunido com lideranças dos tribunais de contas, ministério público, igrejas, empresas, sindicatos, conselhos estaduais e municipais de educação e e dos conselhos dos direitos das crianças e adolescentes.

Durante o evento, foi apresentado o blog da mobilização, com a indicação do passo-a-passo que dá orientações sobre como as pessoas e entidades interessadas podem participar do projeto de mobilização social pela educação.

Outra ação que reforça o trabalho de identificação e incentivo a novos mobilizadores foi a oficina de capacitação realizada para os representantes de igrejas cristãs presentes ao evento.

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

TORNE-SE UM MOBILIZADOR SOCIAL PELA EDUCAÇÃO

  • Convidamos você, trabalhador, empresário, profissional liberal, membro de igreja, estudante, representante de sindicatos e outras entidades de representação social, membro de ONG´s, associações e entidades, a juntar-se a nós, tornando-se um mobilizador pela Educação.

A IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA NA EDUCAÇÃO

Nosso público-alvo prioritário são pais, mães e responsáveis por crianças e jovens que estudam em escolas públicas. Os pais e responsáveis precisam saber que têm o direito de reivindicar o que há de melhor em educação para seus filhos. A Constituição diz que isso é um dever do Estado. Se a sociedade e as famílias incorporarem a educação como valor essencial para os cidadãos, a árdua tarefa de transformar a educação brasileira será mais fácil.

Além disso, pesquisas internacionais e nacionais mostram que, quando a família participa da educação de suas crianças e jovens, eles apresentam os seguintes resultados:

Melhor desempenho na leitura;
Maior desenvolvimento da linguagem;
Mais motivação;
Comportamentos pró-sociais;
Hábitos de qualidade nos trabalhos

Para motivá-lo a participar da rede de mobilizadores pela melhoria da educação no Brasil, apresentamos várias opções que facilitam seu trabalho.

Sua atuação na comunidade onde vive, no seu trabalho voluntário e nas atividades profissionais será de extrema importância para garantir o direito de todos os brasileiros a uma educação de qualidade. Saiba como no passo-a-passo para a mobilização.


PASSO-A-PASSO PARA A MOBILIZAÇÃO

Conheça os documentos básicos da mobilização

a) Plano de Mobilização Social pela Educação
veja aqui
b) Plano de Mobilização de Igrejas Cristãs pela Educação veja aqui
c) Manual do Mobilizador veja aqui
d) Cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos” destinada a famílias que possuam filhos nas escolas públicas. Contém dicas e orientações para o cuidado com a educação em casa e na escola. Deve ser usada como um instrumento complementar à atuação junto às família, com explicação sobre seu conteúdo e a importância de cada ponto abordado. Disponível em meio eletrônico e impresso
e) Folheto - com mensagens e dicas curtas para as famílias, falando sobre a importância de participar da educação dos filhos. Para ser distribuído em larga escala. Distribuição sob consulta, veja abaixo nosso email e fale conosco
.
f) Folder – “Plano de mobilização de igrejas cristãs pela educação”

  • Para mobilizadores de Igrejas


    Documentos disponíveis
    - Cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos”

    - Folheto veja abaixo nosso email e fale conosco.
    - Folder


    Além dos documentos básicos da mobilização, as igrejas têm recebido orientação específica de suas lideranças, que participam do GT da Mobilização. Essas orientações dizem respeito a como e quando mobilizar e os locais onde já existem comitês de mobilização formados. Procure a liderança de sua igreja ou fale conosco.


  • Para mobilizadores de Empresas


    Documentos disponíveis
    - Cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos”
    - Folheto veja abaixo nosso email e fale conosco

    Além dos documentos básicos da mobilização, que dão orientação geral, sobre como mobilizar, as empresas têm sido convidadas a desenvolver, entre outras, as seguintes atividades:

    Imprimir e distribuir a cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos” para seus empregados e colaboradores. Caso queira imprimir sua logomarca na cartilha,
    veja abaixo nosso email e fale conosco.

    Imprimir a cartilha para ser distribuída pelos colaboradores da empresa que fazem trabalho social voluntário e para as famílias que residem nas comunidades onde ela atua. Caso queira imprimir sua logomarca na cartilha,
    veja abaixo nosso email e fale conosco.

    Imprimir e distribuir folhetos com mensagens e dicas curtas para as famílias, falando sobre a importância de participar da educação dos filhos. Prestadoras de serviço também podem imprimir as mensagens nos documentos enviados aos clientes e usuários (contas de luz, gás, água e telefone, boletos bancários, carnês etc.). Caso queira imprimir sua logomarca no folheto,
    veja abaixo nosso email e fale conosco.

    Divulgar as dicas dos folhetos e outras mensagens nos murais da empresa, em locais de grande circulação de empregados e nos meios de comunicação internos e externos que possuem.

  • Para mobilizadores de Sindicatos
    e outras entidades de representação de trabalhadores



    Documentos disponíveis
    - Cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos”

    - Folheto - veja abaixo nosso email e fale conosco.


    Além dos documentos básicos da mobilização, que dão orientação geral, sobre como mobilizar, os sindicatos e outras entidades de representação de trabalhadores têm sido convidados a desenvolver, entre outras, as seguintes atividades:

    Imprimir e distribuir a cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos” para seus associados e colaboradores. Caso queira imprimir sua logomarca na cartilha,
    veja abaixo nosso email e fale conosco.

    Imprimir e distribuir folhetos com mensagens e dicas curtas para as famílias, falando sobre a importância de participar da educação dos filhos.

    Divulgar as dicas dos folhetos e outras mensagens nos murais da entidade, nos eventos com os associados e nos meios de comunicação internos e externos que possuem.

  • Para mobilizadores de Entidades de representação empresarial
    e de profissionais liberais



    Documentos disponíveis
    - Cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos”.

    - Folheto veja abaixo nosso email e fale conosco.

    Além dos documentos básicos da mobilização, que dão orientação geral, sobre como mobilizar, as entidades têm sido convidadas a desenvolver, entre outras, as seguintes atividades:

    Divulgar a cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos” para seus associados e colaboradores, incentivando-os a imprimir o material para distribuição para seus empregados e colaboradores. Caso queira imprimir sua logomarca na cartilha,
    veja abaixo nosso email e fale conosco.

    Divulgar para seus associados e colaboradores folhetos com mensagens e dicas curtas para as famílias, falando sobre a importância de participar da educação dos filhos. Caso queira imprimir sua logomarca na cartilha,
    veja abaixo nosso email e fale conosco.

    Divulgar as dicas dos folhetos e outras mensagens nos murais da entidade, nos eventos com os associados e nos meios de comunicação internos e externos que possuem.

  • Para mobilizadores profissionais da área da saúde


    Materiais disponíveis
    - Cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos”

    - Folheto - veja abaixo nosso email e fale conosco.

    Além dos documentos básicos da mobilização, que dão orientação geral sobre como mobilizar, os profissionais da área da saúde têm sido convidados a desenvolver, entre outras, as seguintes atividades:


    Entregar a cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos” para os públicos com os quais interage – pais, mães e responsáveis por crianças e jovens que estudam em escolas públicas - falando sobre a importância da família no desempenho escolar dos estudantes. Caso queira exemplares da cartilha,
    veja abaixo nosso email e fale conosco.

    Aproveitar os momentos de interação com as famílias para falar sobre a responsabilidade da família na educação dos filhos.


    Entregar para os públicos com os quais interage folhetos com mensagens e dicas curtas para as famílias, falando sobre a importância de participar da educação dos filhos. Caso queira exemplares do folheto,
    fale conosco pelo e-mail: mobilizacaosocial@mec.gov.br

    Divulgar as dicas dos folhetos e outras mensagens nos murais e quadros de aviso dos locais onde trabalha.


    Sensibilizar seus colegas de trabalho a atuarem como mobilizadores pela educação.

  • Para mobilizadores de organizações não governamentais
    e voluntários de programas sociais



    Materiais disponíveis
    - Cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos"

    - Folheto - veja abaixo nosso email e fale conosco.

    Além dos documentos básicos da mobilização, que dão orientação geral sobre como mobilizar, as ONG’s e voluntários de programas sociais têm sido convidados a desenvolver, entre outras, as seguintes atividades:


    Entregar a cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos” para as famílias que têm crianças e jovens estudando em escolas públicas, falando sobre a importância da família no desempenho escolar dos estudantes. Caso queira exemplares da cartilha,
    veja abaixo nosso email e fale conosco.

    Aproveitar os momentos de interação com as famílias atendidas pela entidade ou pelos voluntários para falar sobre a responsabilidade da família na educação dos filhos.


    Entregar para os públicos com os quais interagem folhetos com mensagens e dicas curtas para as famílias, falando sobre a importância de participar da educação dos filhos. Caso queira exemplares do folheto,
    veja abaixo nosso email e fale conosco.

    Divulgar as dicas dos folhetos e outras mensagens nos murais e quadros de aviso das ONG’s e de instituições com as quais trabalha.


    Entre em contato conosco pelo email - mobilizacaosocial@mec.gov.br

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Brasil investe mais em educação

O investimento público direto em educação, proporcionalmente ao Produto Interno Bruto (PIB)vem aumentando no Brasil. Dados do INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais anísio Teixeira apontam que, em 2006, foram investidos 4,4% do PIB, um salto significativo em relação a 2005, quando o índice foi de 3,9%.

É também significativo o fato de a maior parte do investimento se direcionar para a educação básica: 3,7%, contra 0,7% investidos na educação superior. Isso provocou um equilíbrio maior no investimento por aluno.

Em 2002, a proporção do investimento por aluno na superior era dez vezes maior que na educação básica. Quatro anos depois, esse índice foi reduzido para 6,7.

Leia a íntegra da notícia acessando o portal do MEC http://portal.mec.gov.br

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Cartilha discutida em Encontro de Famílias


Novas ações em Franca

A Igreja Batista do Jardim Redentor realizou um encontro de famílias no dia 20 de outubro, para discutir temas relacionados à vida familiar. Além de palestras voltadas para as famílias,dentre elas a importância da educação, foi distribuída e discutida a cartilha "Acompanhem a vida escolar de seus filhos".

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Fundeb: cartilha ajuda fiscalizar verbas

Os promotores de justiça de estados e municípios que acompanham a aplicação dos recursos do Fundo de Desenvolvimento da Educação (Fundeb) vão receber uma cartilha com 13 pontos – da formação do fundo à legislação – e os 12 tipos de ilegalidades mais comuns. A verba do Fundeb é para a educação de crianças, desde a creche, e de jovens e adultos, até o final do ensino médio. Este ano, a receita do fundo deve alcançar R$ 61,9 bilhões, dos quais R$ 3,1 bilhões são do governo federal. Leia mais.

Para conhecer a essa cartilha, clique aqui.

terça-feira, 21 de outubro de 2008

COMITÊ DE MOBILIZAÇÃO DE FRANCA – SP REGISTRA RESULTADOS

Parceria com as famílias fez escola melhorar seu IDEB

O Comitê de Mobilização pela Educação de Franca, SP, em sua última reunião, analisou e discutiu o caso da ESCOLA PROF. JOSÉ DOS REIS MIRANDA FILHO. Seu diretor, Prof. Marcos Antonio Amaral, relatou como foi o trabalho de recuperação do IDEB. Em 2005, a escola registrou um IDEB de 3.2, abaixo da média nacional, alcançando 6.2 em 2007 . Os dados, divulgados este ano, atestam o esforço empreendido. Segundo o Prof. Marcos Amaral, o segredo para esse resultado foi contar com a disponibilidade e boa vontade dos professores, pais, orientador educacional, funcionários, psicólogos, enfim: comunidade + escola.

É um testemunho de que, com boa vontade, idealismo, disponibilidade e parceria escola/família é possível transformar a realidade negativa de uma escola.

Avanços na mobilização
  • Alexandre Maritan, dirigente da Escola de Adulto do Movimento de Cursilhos de Cristandade e Carlos Rodrigues, da Escola de Jovens do Cursilho, vão começar a implantar o Plano, trabalhando com a cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos”.
  • Frei Antônio Benedito Stefani (Frei Dito), Pároco da Igreja N. Sra. das Graças, vai fazer reunião com os pais de todos os movimentos (pastorais) de sua Paróquia, envolvendo toda a comunidade.
  • A creche N. Sra. das Graças, que atende crianças de 2 a 4 anos, também irá se reunir com os pais e estudar a cartilha.
  • Na cidade de Orlândia, segundo relato da profa. Wania Maniezo, o Plano de Mobilização já está sendo implantado com os pais de duas escolas. Uma delas, de ensino médio, é a Oswaldo Ribeiro Junqueira, tem apresentado casos de violência, estando desacreditada e com auto-estima baixa. A expectativa é de que, com a conscientização e envolvimento da comunidade essa situação seja revertida.
  • A Igreja Metodista, conforme informado por sua representante no Comitê, Gislaine Cristina da Silva, disse que o Plano de Mobilização está sendo discutido em sua Igreja, com o início de implantação de algumas ações.

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

1.000 visitas



Esta semana nosso blog atingiu a marca de 1.000 acessos!
São pessoas interessadas em contribuir para a melhoria da nossa educação, divulgando a sua importância para uma vida melhor e mais digna para todos os brasileiros. O Brasil, segundo o Censo da Educação Básica de 2006, tem 55.942.047 alunos, dos quais 48595,844 estudam em 168.436 escolas públicas. Mobilizar as famílias desses estudantes, mostrando-lhes a importãncia de acompanhar a vida escolar de suas crianças, é uma tarefa que exige a participação de muitos. Estamos comemorando a marca de 1.000 acessos, na certeza de que esse número aumentará a cada dia. Equipe do Blog




quinta-feira, 16 de outubro de 2008


Mestre não é quem sempre ensina, mas quem de repente aprende”.

João Guimarães Rosa

Professor, parabéns pelo dia 15 de outubro!

“Gostaria de parabenizar a todos os professores brasileiros, neste Dia Nacional do Professor, e desejar que continuem a perseguir como ideal de sua profissão o direito a uma educação de qualidade para todos. Não há dúvida que os professores fazem a diferença na educação seja de crianças, de jovens ou de adultos. Muitos de nós tivemos um professor ou professora, em algum momento da vida, que nos marcou profundamente por seu conhecimento e entusiasmo pelo assunto que ensinava. Mas para que o professor possa desempenhar com competência a sua função é necessário ainda enfrentar os desafios de melhorar a formação inicial e continuada do professor e as condições de trabalho de forma a resgatar o respeito e valorização que a profissão exige. Muito tem sido feito no sentido de implementar políticas e estratégias que garantam um corpo docente com as competências profissionais e éticas adequadas ao desempenho da função docente. Contudo, há ainda um caminho a percorrer."

Parabéns pelo dia 15 de outubro!”

Vincent Defourny, Representante da UNESCO no Brasil

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

PARABÉNS, PROFESSOR!!!


Mestre,
É aquele que caminha com o tempo,
propondo paz, fazendo comunhão,
despertando sabedoria.

Mestre é aquele que estende a mão,
inicia o diálogo e encaminha
para a aventura da vida.

Não é o que ensina fórmulas, regras,
raciocínios, mas o que questiona
e desperta para a realidade.

Não é aquele que dá de seu saber,
mas aquele que faz germinar
o saber do discípulo.

Mestre é você, professor amigo
que compreende, estimula,
comunica e enriquece com
sua presença, seu saber e sua ternura.

Obrigado, professor!
(N.Maccari) Texto Adaptado

"Não se pode falar de educação sem amor."(Paulo Freire)

Retirado do Blog da SAA.

Saiba um pouco sobre os professores no Brasil

O Censo Escolar da Educação Básica coleta, todos os anos, os dados sobre a Educação Básica no Brasil. Essas informações são base para a formulação de política e para distribuição de recursos públicos tais como: merenda e transporte escolar, livros didáticos e uniformes, implantação de bibliotecas e laboratórios de informática, instalação de energia elétrica, Dinheiro Direto na Escola, FUNDEB, cálculo do IDEB, entre outros. O Educacenso, como é chamado, também levanta informações sobre os professores. O Dia dos Professores é uma boa oportunidade para conhecermos um pouco mais sobre a situação de quem é o responsável pela educação de nossas crianças. Vamos lá!

Segundo o Educacenso 2006, há no Brasil 2.647.414 professores de Educação Básica (da creche ao ensino médio), sendo 2.119.923 na rede pública de ensino e 527.491 na rede particular. De todos esses professores, 2.266.449 lecionam na zona urbana, enquanto 380.965 trabalham em escolas da zona rural.

Mas nem todos esses professores dão aula para crianças: mais de 265 mil professores dão aulas na modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Alfabetização. Dos 54.625 professores que lecionam na Educação Especial, cerca de metade deles estão ligados ao ensino privado. Ainda, mais de 42 mil têm curso específico.

Como foi falado, o Educacenso serve como base para o MEC formular diversas políticas, inclusive em relação à formação e capacitação de professores. O Censo de 2006 mostra que 26% dos professores não possuiam ensino superior, e 4.422 professores não tinham nem sequer completado o ensino fundamental. Para mudar essa realidade, criou-se a Universidade Aberta do Brasil - UAB, que tem o objetivo de oferecer formação inicial a professores em efetivo exercício na educação básica pública que ainda não tenham graduação.

Uma outra ação do MEC alinhada com a valorização dos professores é a definição de um piso salarial nacional, parte de uma política de valorização do professor. Segundo o Ministro Fernando Haddad, “Resgatar a figura do professor pode vencer a guerra contra a baixa qualidade da educação em todos os seus segmentos”.

Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente conhecem o Plano de Mobilização

No dia 8 de outubro, Conselheiros Estaduais e Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente e Conselheiros Tutelares, de todo o Brasil, conheceram o Plano de Mobilização Social pela Educação.
A apresentação aconteceu durante a Conferência "O PDE e os Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescentre" realizada pela Secretaria-Executiva Adjunta do MEc e pelo CONANDA - Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente.
Diversos conselheiros manifestaram preocupação quanto à necessidade de expandir os segmentos sociais que participam da Mobilização. Diversos interessados buscaram mais informações sobre como os Conselhos podem participar das articulações locais para viabilizar a implementação do Plano.

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Famílias discutem como participar da educação dos filhos em Goiás















No dia 13 de outubro, em encontro com a comunidade católica de Uruaçu, Goiás, a cartilha "Acompanhem a vida escolar de seus filhos" foi apresentada pela eqipe local da Pastoral da Educação da CNBB a mais de 200 pais e responsáveis de crianças, adolescentes e jovens, na Igreja Catedral.

Mães e filhas lêem juntas a cartilha
O conteúdo foi amplamente discutido pelos pais, que manifestaram interesse em adotar as recomendações da publicação. Os organizadores do encontro mandara a seguinte mensagem para o blog: "Tocamos o coração deles".

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Pará estrutura Comitê de Mobilização Social pela Educação

O Pará já tem um grupo de agentes de articulação, que está estruturando o Comitê de Mobilização para implementar o Plano de Mobilização Social pela Educação.
Coordenado pelo Reverendo Marcos Fernando Barros de Souza, presidente do Conselho Amazônico de Igrejas Cristãs, ele conta com representantes da Pastoral da Criança, da Casa da Criança, do Conselho Municipal de Educação, da CNBB,da Igreja Anglicana, da Secretaria Estadual de Educação e do Conselho Estadual de Educação.

Após a primeira reunião, o grupo decidiu convocar mais entidades e pessoas para, então, formar o Comitê que congregue as diversas forças sociais interessadas em melhorar a qualidade da educação no estado. O Pará tem 113 municípios considerados prioritários pelo MEC para receber assistência técnica e financeira em razão de seu baixo IDEB.

A composição do grupo inicial, que conta com representantes de igrejas e de órgãos vinculados à educação, como a SEDUC, o CEE e o CME, expressa a tônica do projeto de mobilização, que é de buscar maior envolvimento das famílias na educação das crianças e jovens, em um trabalho de parceria com os sistemas educacionais.

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Proposta para a Pastoral da Educação no Biênio 2009-2010

Reunidos no XII Encontro Nacional da Pastoral da Educação, em São Luís do Maranhão, nos dias 19 a 21 de setembro de 2008, representantes de 10 Regionais da CNBB, vindos de 32 dioceses, formularam um conjunto de propostas para a Pastoral da Educação no biênio 2009-2010. Dentre elas, destaca-se a de "Apoiar a mobilização das Igrejas Cristãs pela Educação em parceria com o Ministério da Educação (MEC), realizando encontros para a formação de multiplicadores que levem a mensagem da cartilha “Acompanhem a vida escolar dos seus filhos”.
Com a formalização desse apoio, a mobilização social pela educação se fortalece, tendo a partir de agora representantes da Pastoral atuando em suas comunidades em praticamente todos os estados do Brasil.