segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Secretários de Educação discutem a Mobilização Social pela Educação em seminário em Brasília (DF)



Membros da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) participaram, nos dias 27 e 28 de agosto, do “Seminário sobre Mobilização Social e Interação Escola-Família”. O evento foi realizado em Brasília (DF).

Durante a atividade, que contou com a participação de 35 secretários municipais de Educação que representam a Undime sem suas localidades, foi discutida a importância da participação dos pais na formação escolar dos filhos e a necessidade de promoção de ações que incentivem a interação escola-família.

Os participantes também expuseram sugestões
para estratégias de atuação, trocaram experiências e se comprometeram em levar as propostas apresentadas durante o Seminário para debate em seus estados, com o objetivo de que possam contribuir com a melhoria da qualidade da Educação em todo o País.

domingo, 30 de agosto de 2009

CRESCE O INTERESSE DOS MUNICÍPIOS PELA MOBILIZAÇÃO PELA EDUCAÇÃO



Em Alfenas, pais, alunos e professores conheceram as diretrizes e
ações do Plano de Mobilização Social pela Educação

Assim como aconteceu em Unaí e Passos, mais um município mineiro, em eventos organizados pela secretaria municipal de educação, conheceu em detalhes as ações que vêm sendo desenvolvidas em todas as regiões do país para mobilizar a sociedade pela educação. Em Alfenas, cidade localizada no sul de Minas Gerais, na Escola Municipal Dr. João Januário de Magalhães – CAIC, cerca de 500 pessoas, entre alunos, pais, professores e dirigentes de escolas participaram da apresentação do Plano, receberam a cartilha "Acompanhem a vida escolar de seus filhos" e discutiram como levar a mensagem para a comunidade escolar das demais unidades da rede.

Outra apresentação, com o mesmo objetivo, foi feita na E.M. Antonio Joaquim Vieira (Polivalente), para onde foram levados também professores e alunos em formação para o magistério de escolas da zona rural.

Batistas de Nova Iguaçu mobilizam pela educação





Lideranças batistas de Nova Iguaçu receberam, no último dia 22, capacitação como multiplicadores do Plano de Mobilização Social pela Educação junto aos demais pastores e líderes da igreja. Além dessa atribuição, eles se comprometeram, também, a desenvolver um trabalho de mobilização das famílias e das comunidades onde atuam.

As oficinas de capacitação de mobilizadores têm acontecido em várias partes do país. De acordo com os últimos levantamentos, já foram capacitados mais de 1.000 multiplicadores das diversas regiões. Nesses encontros são apresentadas informações básicas sobre a organização da educação brasileira, a situação atual – fluxo, desempenho, cobertura, taxas de analfabetismo, de escolarização, entre outras – e os principais programas de apoio à educação, que garantem o funcionamento da escola e, ao mesmo tempo, requerem controle social sobre sua gestão, tais como financiamento, alimentação escolar, transporte, livro didático, laboratório de informática. Uma segunda parte é dedicada ao Plano de Metas do PDE, notadamente o PAR, o PDE Escola e o IDEB. A terceira parte é dedicada a trabalho em grupo para discutir o Plano de mobilização Social pela Educação e sua adaptação às realidades locais. Nesse momento os participantes elaboração seus planos específicos de ação, indicando os públicos que esperam atingir, as atividades que pretendem desenvolver e os meios e momentos em que elas serão desenvolvidas.

A Igreja Batista é uma das mais ativas em Nova Iguaçu, onde está implantada desde 1922. Congregando milhares de membros, seus templos estão situados nos principais bairros do município, o que lhe garante grande capilaridade de atuação. Sua adesão à mobilização social pela educação será de grande importância para mobilizar as famílias e as lideranças para o entendimento da importância da educação e da garantia do direito de aprender a todos os brasileiros.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Mobilizadores de Barueri e Osasco promovem 3º Encontro


A Pastoral da Educação e a Equipe Docente da Diocese de Osasco (SP), em parceria com Ministério da Educação, convidam líderes religiosos: bispos, padres, pastores e demais membros das comunidades cristãs das proximidades de Osasco e Barueri para o 3º Encontro de Mobilização das Igrejas Cristãs pela Educação.


A atividade será realizada neste sábado, 29 de agosto, das 09:00 às 12:00 horas, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Alexandrino Bueno da Silveira, em Barueri.

Você que é mobilizador social pela educação nestas localidades, ou pretende integrar as ações desenvolvidas na região no sentido de conscientizar as famílias a respeito da importância da participação na vida escolar dos filhos, é bem vindo ao Encontro.

Serviço: 3º Encontro de Mobilização das Igrejas Cristãs pela Educação em Osasco
Dia: 29 de agosto de 2009, neste sábado
Horário: 9 h às 12 h
Local: EMEF Prof. Alexandrino Bueno da Silveira. Av. Brigadeiro Manoel Rodrigues Jordão, n.º 836, Jd. Silveira, Barueri/SP (Próximo à Kolping)

Com informações da professora Heloisa Cordeiro, integrante da Pastoral da Educação/Equipe Diocesana

Comitê do Rio se reúne para propor novo modelo de oficina de capacitação


O comitê de Mobilização do Rio de Janeiro se reúne na próxima terça-feira, 1º de setembro, na Representação do Ministério da Educação (REMEC/RJ), para a apresentar e experimentar novo modelo de oficinas de capacitação de multiplicadores sociais pela Educação.


Dentre outros mobilizadores, a comissão executiva do comitê conta com os seguintes participantes:

1- Sérgio Maia, Comitê-Rio de Mobilização Social - sergiom1@terra.com.br
2- Cecilia Coelho - Remec - ceciliacoelho_remecrj@yahoo.com.br
3- Davi Arcênio - REMEC
4- Osmar Coelho – Câmara dos Vereadores – Comissão de Educação.
5- Diane Kuperman – Associação Religiosa Israelita - dikuperman@bighost.com.br
6- Aparecida Alves – SEMED – Belford Roxo – Pastoral da Educação da Diocese de Nova Iguaçu
7- Cátia da Silva Santos _ Comitê Chapéu Mangueira- Babilônia
8- Valeska da Silva Xavier - Ação da Cidadania
9- Claudio Roberto Batista – Comitê Chapéu Mangueira Babilônia
10- Edna Santos - Comitê-Rio de Mobilização Social - edna.santos@globo.com

11- Ana Maria Felippe - Memória Lélia Gonzalez - podermulher@gmail.com
12- Rosangela Tardelli Andrade - Comitê-Rio de Mobilização Social ro.mae@globo.com
13- Francisco Walace - Comitê-Rio de Mobilização Social - franciscowalace@hotmail.com
14- Oc Barbosa - Comitê-Rio de Mobilização Social - oc.barboza@terra.com.br



Serviço:
Local: REMEC/RJ – Palácio Gustavo Capanema, Rua da Imprensa, 16 - Centro.
Data: 1º de setembro de 2009 (terça feira).
Horário: 9h às 17, como previsão para organização das nossas agendas.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Programa Escolas-Irmãs divulga Mobilização



O Programa Escolas-Irmãs, vinculado à Presidência da República, divulgou em sua mala direta, nesta quinta-feira, 27 de agosto, o Programa de Mobilização Social pela Educação.

O Escolas-Irmãs foi concebido como um dos ramos de mobilização social do Programa Fome Zero, do Governo Federal. Trata-se de um Programa de inclusão social, de intercâmbio cultural e pedagógico entre escolas de diferentes realidades sociais e culturais em todas as regiões do país. Ação visa à promoção da pessoa, à valorização da cidadania e da auto–estima de todos os envolvidos.

Clique aqui para ver a publicação.

Comitê de Mobilização de BH convida sociedade para VI reunião


O Comitê Municipal da Mobilização Social pela Educação de Belo Horizonte (BH) prepara sua VI Reunião para o dia 01 de setembro, terça-feira, e reforça o convite à sociedade civil e aos representantes do poder público para integrar as ações direcionadas à melhoria da qualidade da Educação oferecida nas escolas da rede municipal local e nas demais unidades de ensino públicas do País.

A reunião terá início às 9:00 horas e será realizada no auditório Paulo Freire da Secretaria Municipal de Educação de BH.

O Comitê de Mobilização de BH tem unido representantes de diversos segmentos da sociedade e estabelecido estratégias de mobilização para que crianças, jovens e adultos tenham o direito a uma Educação de qualidade.

Leia o convite para a reunião divulgado no Blog do Comitê de BH

VI Reunião
O Comitê Municipal da Mobilização Social pela Educação - BH convida a sociedade civil e o poder público para abraçar a causa da melhoria da Educação no nosso município e em nosso país.

Uma Educação de qualidade para todos, sem distinção de condição social, cor ou sexo é o que desejam as pessoas que lutam por um país mais justo e solidário. Mas essa não é uma tarefa fácil.
As informações oficiais sobre as escolas públicas mostram que, na maioria delas, os estudantes não aprendem o que devem aprender na idade certa. Isso faz com que muitos abandonem a escola antes de concluir o Ensino Fundamental, que é obrigatório segundo a Constituição Brasileira. Aqueles que conseguem terminar o Ensino Fundamental ou Ensino Médio não dominam os conteúdos previstos para esses níveis de ensino.

É preciso mudar essa situação. O Comitê Municipal da Mobilização Social pela Educação tem unido diferentes representantes de diversos segmentos da sociedade e estabelecido estratégias de mobilização para que crianças, jovens e adultos tenham o direito a uma Educação de qualidade. A sua participação, de sua instituição, organização, empresa, igreja, é fundamental neste movimento. Participe!

Próxima Reunião do Comitê:
Data: 01/setembro/09 - terça-feira
Horário: 9:00hs
Local: Auditório Paulo Freire – Secretaria Municipal de Educação
Endereço: Rua Carangola,288 - 8º andar, Bairro Santo Antônio - Belo Horizonte

Pauta:
- Acolhida
- Agenda do Comitê
- Estratégias de Ação do Comitê
- Informes

Contamos com sua Presença!
Comissão de Coordenação - Tel.:(31) 3277.8675
Blog: http://mobilizacaosocialpelaeducacaobhmg.blogspot.com

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Igreja do Evangelho Quadrangular de Pindamonhangaba firma parceira com a Mobilização



A Igreja do Evangelho Quadrangular de Pindamonhangaba (SP)– Sede Regional 597 – é a mais recente parceira da Mobilização em prol do trabalho de conscientização dos pais quanto à responsabilidade de todos na formação escolar dos filhos. A Igreja realizou várias ações durante o mês de agosto.

Acompanhe aqui os eventos.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Ministério da Educação divulga orientações aos professores sobre a Nova Gripe


O Ministério da Educação acaba de disponibilizar em seu portal um vídeo sobre a Nova Gripe. O vídeo recomenda os professores a darem orientações a seus alunos
sobre as formas de evitar o contágio.

Para acessar o vídeo, clique aqui.


Projeto Servidor Solidário define data de oficina


Integrantes do Projeto Servidor Solidário da Presidência da República já definiram a data da oficina educativa “O papel do pai na educação”: sexta-feira, dia 28, na escola Vila Boa (em São Sebastião – DF), das 19h30 às 21h30. A proposta tem o objetivo de divulgar a importância da participação dos pais na formação escolar dos filhos.


Leia mais sobre a programação da oficina.

E para saber mais sobre o Projeto Servidor Solidário, clique aqui.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Roraima inicia Mobilização local pela Educação


Por iniciativa do pastor João José da Silva, membro da Associação das Escolas Cristãs de Educação por Princípios (AECEP) em Roraima, a Mobilização Social pela Educação dá seus primeiros passos no estado. Na última sexta-feira, 21 de agosto, foi promovida uma reunião, na capital Boa Vista, com diversos voluntários dispostos a colaborar com a realização local de ações voltadas à conscientização das famílias a respeito da importância da participação dos pais na vida escolar dos filhos, para a melhoria da qualidade do ensino nas escolas públicas.

A ideia da reunião em Roraima foi construída após participação do pastor no evento realizado pela AECEP, em Belo Horizonte, entre os dias 29 e 31 de julho, quando cerca de 700 pessoas discutiram "O Valor Social da Educação Escolar Cristã".

A reunião realizada em Boa Vista contou, ainda, com a participação do pastor José Augusto Ramos. Durante o encontro, os novos voluntários da Mobilização Social pela Educação decidiram, entre outros pontos, fazer contato com as secretarias de educação do estado e dos municípios, a fim de obter apoio para suas ações. Sugeriram, ainda, uma reunião, com a participação de diretores de escola, professores, pais e/ou responsáveis pelos alunos, além dos próprios estudantes para divulgação do Plano de Mobilização.

A partir dos desdobramentos dessa reunião com a comunidade escolar, o grupo planeja dar início à formação do Comitê de Mobilização de Roraima.

Com informações do pastor Silva, novo parceiro da Mobilização em Boa Vista, Roraima.

Pará receberá Oficina de Capacitação em outubro


Os comitês de mobilização do Pará programam, para o mês de outubro, duas Oficinas de Capacitação direcionadas aos mobilizadores locais. A primeira atividade está prevista para os dias 20, 21 e 22, em Abaetetuba. A segunda será realizada em Belém, a partir da noite do dia 22, até o dia 24.


As oficinas serão coordenadas pela assessora especial do Ministério da Educação, Linda Goulart. Durante o período de atividades, as equipes de mobilização também planejam realizar o lançamento do Plano de Mobilização Social pela Educação nas duas cidades.

A realização das oficinas foi deliberada durante reunião promovida no dia 13 de agosto, por integrantes dos Comitês de ambas as cidades. O encontro foi realizado na Escola Casa da Criança Santa Inês, em Belém, onde os participantes também definiram planos de ação voltados à participação local na Mobilização Social pela Educação.

Reforço na Mobilização

Os Comitês de Mobilização de Belém e Abaetetuba ganharam reforço com a integração dos membros do Conselho de Leigos da CNBB N2. Assim, as ações têm sido realizadas, em conjunto, entre outros colaboradores, pelos representantes da Igreja Católica, padre Reginaldo de Queiroz Barbosa e da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, reverendo Marcos Fernando Barros de Souza, além das representantes do Projeto Oca Curumim da Casa da Criança Santa Inês, Gleisiane de Nazar Vilhena Miranda e Alda Leila Soares Palheta. Também fazem parte das ações dos Comitês os membros do Conselho de Leigos, Leila Cristina Carvalho e Jackson Picano de Oliveira e do Conselho Estadual de Educação, Leônidas Martins.

Com informações do reverendo Marcos Fernando Barros de Souza, membro do Comitê de Mobilização de Belém

Pindamonhangaba apresenta balanço de Mobilizações em agosto

O Comitê de Mobilização de Pindamonhangaba prepara, para o dia 05 de setembro, a atividade de conscientização direcionada aos professores da Escola Bíblica da Igreja do Evangelho Quadrangular. O objetivo é envolver os educadores nas ações de mobilização das famílias e da sociedade pela participação dos pais na vida escolar dos filhos.

Os professores vão receber exemplares da Cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos”, além de orientações sobre o conteúdo da publicação, para a atuação junto às famílias.

Outros setores da igreja, como Instituto Teológico Quadrangular, também serão integrados à mobilização, por meio de ações direcionadas aos alunos que cursam o Ensino Fundamental e o 2º ano do Ensino Médio na unidade. Os estudantes serão incentivados a promover atividades em suas comunidades, com amigos, vizinhos e familiares, em prol da mobilização pela educação.

No dia 17 de agosto, o trabalho de conscientização e distribuição de cartilhas foi realizado junto aos pastores das congregações da Igreja, após a reunião semanal dessas lideranças. Os pastores foram orientados a disseminar a publicação entre as famílias que freqüentam as congregações dos bairros Cidade Nova, Andrade, Bom Sucesso, Laerte Assunção, Castolira, Feital, Cidade Jardim, Crispim e Vila Prado, todos em Pindamonhagaba.

Outras orientações repassadas aos pastores dizem respeito à destinação das cartilhas às famílias que possuam filhos nas escolas públicas e para que aproveitem os momentos de reunião, como os cultos, para promover a mobilização pela educação.

Durante a reunião ordinária mensal dos pastores titulares das Igrejas e Obras Novas - outro projeto da Igreja Quadrangular – realizada no dia 06 de agosto, no templo sede situado no Centro de Pindamonhangaba, o reverendo Sebastião Edivino da Silva conclamou os presentes a instruir as famílias de suas igrejas a respeito da importância da participação dos pais na vida escolar dos filhos, para a melhoria da qualidade do ensino nas escolas públicas..

O reverendo citou as reuniões nos lares e as atividades da igreja como ocasiões que oferecem oportunidade para esse trabalho. Participaram dessa atividade os representantes dos bairros Alto do Tabaú, Boa Vista, Bela Vista, Ipê II, Karina, Mantiqueira, Santa Cecília, Araretama, Maricá e Bairro das Campinas, todos do município de Pindamonhangaba. No município de Roseira, por sua vez, a distribuição das cartilhas deve envolver as famílias do bairro Jardim Primavera. Na cidade de Aparecida, as comunidades dos bairros Ponte Alta e Itaguaçú.

Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente integra mobilização

Em reunião ordinária, no dia 11 de agosto, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e do Adolescente de Pindamonhangaba encaminhou Ofício Convite às entidades filiadas para que façam parte do Programa de Mobilização Social pela Educação.

A pastora Magda Félix de Paiva Leme, que é coordenadora de Projetos Sociais da Prefeitura de Pindamonhangaba e, também, integrante do Conselho, deverá receber, na sede da entidade, as propostas de adesão das filiadas ao Plano. Ela também solicitou à diretora de Assistência Social do Município de Pindamonhangaba, Ana Rita Maria Gomes, que distribua a Cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos” às famílias que freqüentam o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), na área central da cidade. A mesma iniciativa deverá ser desenvolvida, posteriormente, junto às comunidades atendidas nos CRAS Moreira César, Cidade Nova, Araretama e Castolira.

Com informações da pastora Magda Félix de Paiva Leme, mobilizadora em Pindamonhangaba

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Mobilização Social inaugura site no portal do MEC


O Ministério da Educação disponibilizou em seu portal, nesta sexta-feira, 21 de agosto, o site da Mobilização Social pela Educação. O espaço, acessado por meio do endereço http://portal.mec.gov.br/mse é um novo instrumento de divulgação das ações que vem ocorrendo em todo o País e que envolvem as famílias e a sociedade em atividades voltadas à garantia do direito de todos e cada um dos brasileiros à educação de qualidade.

Nesse espaço estão divulgados, entre outras informações, documentos, dados e notícias sobre as etapas preparatórias da Conferência Nacional de Educação (CONAE), que será realizada entre os dias de 28 de março a 1º de abril de 2010.

As informações pertinentes ao Plano de Mobilização Social pela Educação e as orientações ao usuário sobre como tornar-se um mobilizador, também foram disponibilizadas no novo site. No espaço, podem ser acessados, ainda, os materiais de mobilização produzidos com o objetivo de subsidiar a atuação dos parceiros do Plano.

O site da Mobilização apresenta, do mesmo modo, a Galeria de Fotos que reúne imagens das atividades realizadas pelos mobilizadores e membros dos comitês de mobilização em diversas localidades pelo País.

O espaço permite, ainda, o acompanhamento periódico da Agenda de Eventos da mobilização e dos textos informativos que vão anunciar essas atividades. Dispõe informações sobre a mobilização realizada por representantes de igrejas, empresas e Ong´s, entre outros parceiros, que promovem atividades junto às famílias para conscientização a respeito da importância da participação dos pais na vida escolar dos filhos para a melhoria da qualidade do ensino no País.

O mapa que identifica os locais onde a Mobilização Social pela Educação possui representação e, consequentemente, onde os atores parceiros vêm expandindo suas atividades e conquistando novas adesões também está publicado no novo site. Da mesma forma, o usuário pode tomar conhecimento das cidades onde o Comitê de Mobilização já foi instalado.

Acesse aqui para conhecer o Site da Mobilização Social pela Educação.

Membros da Undime vão participar de Seminário sobre Mobilização Social e Interação Escola-Família


Membros da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) vão participar, nos próximos dias 27 e 28, do “Seminário sobre Mobilização Social e Interação Escola-Família”. O evento é promovido pela Secretaria Executiva Adjunta do Ministério da Educação (MEC).


Dentre os temas a serem discutidos no seminário estão a Conferência Nacional da Educação (CONAE), as concepções e os desafios da interação família-escola, a sistematização das propostas de mobilização social e interação família-escola apresentadas para encaminhamentos da oficina e o programa Bolsa Família. Serão realizadas, ainda, oficinas, discussões em grupo e análise de comentários.

O evento contará com a presença de representantes do MEC, como a secretária de Educação Básica, Maria do Pilar Lacerda Almeida e Silva e o secretário executivo adjunto, Francisco das Chagas Fernandes, além do presidente nacional da Undime, Carlos Eduardo Sanches e de representantes da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Clique aqui para visualizar a programação do Seminário.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Mobilizadores reúnem representantes de escolas públicas de São Joaquim da Barra (SP)



A equipe a Mobilização de Franca (SP) tem feito trabalho expressivo de divulgação do Plano de Mobilização Social pela Educação nas cidades vizinhas. Exemplo dessa atuação foi a reunião realizada no salão da Paróquia de São Joaquim, em São Joaquim da Barra (SP), no final de junho.

O encontro reuniu cerca de 120 participantes, entre coordenadores e professores das escolas estaduais e municipais da cidade de São Joaquim.

Eles receberam a
Cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos” e discutiram a importância da participação dos pais na formação escolar dos alunos.

Com informações de Nize Lane Soares do Couto Rosa, mobilizadora em Franca (SP)

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Integrantes do Fórum DCA vão participar de Oficina de Capacitação


A equipe da Mobilização Social pela Educação do MEC prepara a Oficina que será realizada nos dias 13 e 14 de outubro, em Brasília, direcionada aos membros da rede do Fórum Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Fórum Nacional DCA). A capacitação que tem como objetivo oferecer orientações para a adesão voluntária dos integrantes do Fórum às atividades que visem conscientizar as famílias e a sociedade a respeito da importância do acompanhamento, por parte dos pais, na vida escolar dos filhos.

O Fórum Nacional DCA direcionou seu chamado para participação na Oficina às lideranças integrantes da entidade que são envolvidas com a temática da educação e que, em razão de sua atuação, possam ser multiplicadoras das orientações do Plano de Mobilização Social pela Educação. Os participantes indicados para a Oficina representam os Fóruns DCAs Estaduais e as entidades filiadas de várias localidades do País.

Por meio da parceria com o MEC, o Fórum Nacional DCA busca contribuir com as ações da Mobilização Social pela Educação que visam garantir o direito de aprender a todos e para cada um do brasileiros.

Mobilização em Pindamonhangaba reúne pais e responsáveis



Em reunião realizada nesta terça-feira, dia 18 de agosto, na Escola Estadual Professor Mário Bulcão Giudice, em Pindamonhangaba (SP), os membros do Comitê apresentaram o Plano de Mobilização Social pela Educação para aproximadamente 100 pais e responsáveis, além professores, coordenadores e a direção da unidade de ensino.

Após exposição sobre a importância da participação da família na formação escolar dos alunos, integrantes do Comitê de Mobilização esclareceram dúvidas sobre o Plano , distribuíram a Cartilha "Acompanhe a vida escolar de seus filhos" e promoveram um momento de reflexão sobre o conteúdo da publicação com os participantes da atividade.

Os membro do Comitê ressaltaram, ainda, a necessidade exposta pela diretora da escola de renovação da Associação de Pais e Mestres (APM) da unidade, além do fortalecimento da atuação do Conselho Escolar, para a promoção de iniciativas que visem garantir a qualidade do ensino local.

O empenho do Comitê de Mobilização de
Pindamonhangaba já registra resultados. Quando os pais presentes à reunião foram questionados sobre o conhecimento a respeito da Cartilha e, do mesmo modo, receberam orientação para adquirir a publicação junto aos pastores e padres de suas comunidades, boa parte surpreendeu os membros do comitê com a confirmação de que já havia recebido o material e as instruções sobre o seu conteúdo durante as atividades em suas igrejas.

Com informações de Doris Cardoso Prudente Bertolino, membro do Comitê de Mobilização em Pindamonhangaba

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Rede de entidades cristãs divulga Mobilização


O presidente das associações beneficentes Vale da Bênção, Associação de Missões Transculturais Brasileiras e Missão Antioquia, Silas Marchiori Tostes, divulgou em sua rede contatos o convite do Ministério da Educação às famílias, às igrejas cristãs brasileiras e à sociedade para a participação nas ações do Plano de Mobilização Social pela Educação.

Além de apresentar o Plano, Silas Tostes incentiva as lideranças e famílias com as quais estabelece contato a ficarem atentas aos recursos e instrumentos disponibilizados pelo Ministério da Educação às escolas públicas do País, com o objetivo de que seja garantida a qualidade do ensino oferecido nessas unidades.

Confira trechos do comunicado disseminado pelo presidente das entidades:

MEC NOS CHAMA A PARTICIPAR

Você sabia que “os(as) alunos(as) de escolas públicas têm o direito de receber merenda de boa qualidade todos os dias"; "a escola pública recebe livros do Governo Federal para distribuir aos(as) alunos(as)"; as "crianças com deficiência têm o direito de serem matriculadas em classes comuns, para conviver e estudar com crianças que não tem deficiência"; "o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é uma nota (de zero a dez) que mostra, se os alunos estão aprendendo o que têm que aprender na idade certa, que toda escola tem uma nota no Ideb e que você pode saber qual é"?

Pois é. A preocupação com a educação vem desde os tempos bíblicos. “Ensina a criança no caminho em que deve andar e ainda quando for velho, não se desviará dele”, diz o provérbio. O povo de Israel ficou conhecido como o “povo do Livro” porque transmitia sua fé, seus conhecimentos e sua cultura pela palavra escrita, aprendida desde cedo.

No Brasil do século 21, esta tradição judaico-cristã precisa ser resgatada. As escolas, sobretudo as públicas, apresentam sérias deficiências; ensinam mal, desmotivam. Mas essa situação pode mudar. É possível ter ensino público de qualidade se houver pais e mães dispostos a garantir este direito a seus filhos e filhas. E a Igreja de Cristo, que sempre valorizou o ensino, pode ter um papel chave nesta mudança.

O Ministério da Educação (MEC) está convidando as igrejas cristãs brasileiras a participarem de uma grande mobilização pelo ensino público que envolve, entre outros parceiros, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O objetivo é mobilizar famílias e comunidade, no âmbito de atuação de cada igreja, pelo direito de todos os brasileiros a uma educação de qualidade. Pela valorização que conferem ao ensino e pela inserção que têm junto às comunidades, os organizadores desta mobilização nacional acreditam que as igrejas possam ter um importante papel para o sucesso desta mobilização.

Entre em contato a equipe da Mobilização Social pela Educação no MEC
mobilizacaosocial@mec.gov.br

Leia mais sobre o assunto no link
http://www.agenciasoma.org.br/arquivos/RevSoma12.pdf

Saiba mais sobre as associações beneficentes
Vale da Bênção
Associação de Missões Transculturais Brasileiras
Missão Antioquia

Prefeitura de Jaú alfabetiza funcionários do CEPROM

Em apresentação do Plano de Mobilização Social pela Educação aos 650 funcionários do Centro de Produção Municipal (CEPROM) de Jaú (SP), nesta segunda-feira, 17 de agosto, o secretário de Educação da cidade, Luiz Carlos de Campos Júnior, falou sobre a importância da formação escolar para a vida e sobre responsabilidade dos pais no acompanhamento da formação escolar dos filhos.


Durante a atividade, as diretoras da Secretaria Municipal de Educação, responsáveis pelos programas Mobilização pela Educação e Alfabetização e Educação de Jovens e Adultos, respectivamente, Ana Lúcia do Rosário Bastos de Freitas e Lourdes Cantarelli, também expuseram informações sobre o trabalho que desenvolvem junto às famílias e aos estudantes locais.
A Secretaria de Educação anunciou aos participantes da atividade a montagem, em parceria com a Secretaria de Serviços Municipal, de uma sala de alfabetização no próprio CEPROM, direcionada aos funcionários que atuam no setor, tendo em vista a constatação de que uma expressiva parte desses servidores não concluiu a alfabetização. Outros servidores, ainda, não possuem o Ensino Fundamental completo.

Centro de Ressocialização de Jaú recebe visita do secretário de Educação

O secretário de Educação de Jaú (SP), Luiz Carlos de Campos Júnior, visitou recentemente o Centro de Ressocialização (CR) de Jaú no intuito de conscientizar e mobilizar a comunidade para participar das discussões sobre o ensino público e a responsabilidade de todos em relação à melhoria da qualidade da educação no País.


Depois de expor os programas e projetos realizados pela secretaria, Luiz Carlos de Campos se colocou à disposição para apoiar as ações educativas desenvolvidas pelo CR, principalmente as que envolvem a mobilização social pela Educação e a alfabetização de jovens e adultos.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Educação de Jaú.

Proeja Fic: 171 municípios brasileiros serão beneficiados neste semestre


O programa Proeja Fic do Ministério da Educação pretende investir, neste semestre, aproximadamente R$ 21 milhões em educação profissional e tecnológica para jovens e adultos de 171 municípios brasileiros.


Dessa forma, a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC espera criar mais de 13 mil vagas. Os cursos vão ser ministrados por professores dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia mais próximos de cada município.

O projeto, que começou em abril deste ano, é voltado para a educação profissional associada à escolarização formal para jovens e adultos de 18 estados e o Distrito Federal.

Confira aqui os municípios que serão beneficiados pela ação.

E para conhecer mais sobre o Proeja Fic, clique aqui.

Fonte: portal do MEC

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Em Uruaçu (GO), mobilizadores distribuem a cartilha da mobilização às famílias do projeto Renda Cidadã




Mobilizadores sociais pela Educação distribuíram a cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos” em encontro com as famílias de baixa renda beneficiadas pelo Renda Cidadã*, em Uruaçu (GO). Divulgando as ideias defendidas pelo Plano de Mobilização Social pela Educação, os agentes falaram da importância da participação dos pais na formação escolar dos filhos.




* O projeto do Estado de Goiás, Renda Cidadã, consiste na distribuição de um valor fixo, de caráter emergencial, buscando atender as necessidades das cerca de 100 mil famílias de baixa renda cadastradas no projeto.

Oficina de capacitação reúne representantes de secretarias de Educação em Canoas (RS)


Será realizada nesta terça-feira, dia 18 de agosto, uma oficina de capacitação de mobilizadores pela Educação em Canoas, no Rio Grande do Sul.


No evento estarão presentes representantes da sociedade civil e das secretarias municipais de educação dos municípios de Canoas, Nova Santa Rita, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Cachoeirinha, Triunfo, Porto Alegre, Viamão, Alvorada, Glorinha e Gravataí.

A oficina vai discutir a organização da educação brasileira, os principais programas de apoio às escolas e formas de exercer o controle social, além de expor ideias para elaboração de ações e estratégias para efetivar a mobilização.

A iniciativa é muito importante, já que a região reúne uma grande quantidade de crianças em idade escolar. De acordo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) de 2005, só no Rio Grande do Sul, existem mais de 1 milhão e 800 mil alunos matriculados na Educação Básica em escolas públicas e particulares.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Boas práticas


Revista soma divulga Mobilização Social pela Educação

A Revista Soma, destinada a líderes cristãos de diversas denominações em todo o País, dedicou quatro páginas de sua edição de número 12 à abordagem sobre a mobilização das famílias e da sociedade pela educação de qualidade nas escolas públicas.

Publicada pela Agência Soma, agência cristã de notícias, com sede no Rio de Janeiro, esta edição da revista divulga, entre outras informações, o Plano de Mobilização Social pela Educação do Ministério da Educação e cita o Blog: familiaeducadora.blogspot.com, como referência para a busca de informações sobre como participar das ações que buscam envolver as famílias na vida escolar dos filhos.

“Gratuidade não deve ser sinônimo de má qualidade”, reflete o editor Lenildo Medeiros, no editorial da publicação, referindo-se ao ensino oferecido nas escolas públicas. Ele destaca, ainda, o reconhecimento que a Mobilização Social pela Educação confere ao papel decisivo das igrejas no sucesso das ações do Plano de Mobilização, tendo em vista a inserção do segmento religioso junto às comunidades.

O editor também alerta: “Associações, sindicatos e igrejas têm uma grande responsabilidade para ajudar os pais e alunos a atingirem o objetivo de ter satisfeito o seu direito à educação de qualidade”.

Clique aqui e confira a edição de número 12 da Revista Soma.

Santa Catarina: mobilização reúne secretários de Educação


Secretários de Educação de cinco municípios catarinenses estarão reunidos, na próxima quarta-feira, dia 19, com a Assessora Especial do Ministro da Educação, Linda Goulart. Durante o encontro, os representantes de Capivari de Baixo, Armazém, Braço do Norte, Gravatal e São Martinho devem discutir a adesão desses municípios ao Plano de Mobilização Social pela Educação.


Capivari de Baixo já formou Comitê de Mobilização

Após encontro realizado no mês de abril, com a equipe da Mobilização Social pela Educação do MEC, em Brasília, o prefeito e o secretário de Educação de Capivari de Baixo envolveram as lideranças de seu município em várias atividades, encontros e reuniões que culminaram na criação do Comitê de Mobilização Social pela Educação da cidade.


O Comitê de Mobilização Social pela Educação Capivari de Baixo tem a seguinte composição:

1. José Wanderley Araújo da Rosa – secretário municipal de Educação
2. Fabiano Bachmann – diretor do Senai
3. Rossane Wangler – Empresa Tractebel Energia
4. Rosa Machado Silveira – coordenadora do Centro de Apoio a Criança e ao Adolescente
5. Glady Helena Agostinho – coordenadora do Conselho Tutelar
6. Alexandre M. Silva – Rotary Club
7. José Carlos Mendes – Associação Palmares
8. Patrícia Sachetti – Igreja Católica
9. Maria Conceição Oliveira de Souza – diretora do Centro de Educação Infantil Gente Inocente
10. Lindaura Silvério Rodrigues – diretora de Escola Estadual
11. Pastor Ricardo - Igreja Filadélfia
12. José Paulo Filgueiras – presidente do Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente
13. Reginaldo Martins – presidente da Associação dos Moradores do bairro Santo André
14. Vera Lúcia Pacheco – diretora de Escola de Ensino Fundamental da Prefeitura
15. Salete Mendes Pereira - Conselho Municipal da Educação


Serviço:
Local: Assembleia Legislativa, sala de Reuniões das Comissões, sala 02
Data: 19 de agosto de 2009
Horário: às 14h30

Com informações do professor José Wanderley Araújo da Rosa, secretário municipal de Educação de Capivari de Baixo


quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Espaço do mobilizador


Comitê do Litoral Norte (SP) promove mobilizações em São Sebastião


A secretária municipal de Educação de São Sebastião, em São Paulo, Ângela Regina Couto, e a equipe pedagógica da secretaria estiveram reunidas, nesta quarta-feira, 12 de agosto, com o professor Rui Alves Grilo, que é membro do Comitê de Mobilização do Litoral Norte, em Ubatuba. Durante o encontro, o professor apresentou o Plano de Mobilização Social pela Educação e convidou a equipe a integrar as ações do Plano, por meio da promoção de atividades de conscientização da sociedade local a respeito da importância da participação dos pais na vida escolar dos filhos, para a melhoria da qualidade da educação. A secretária apresentou informações sobre a estrutura de funcionamento da rede de ensino e sobre os a formação e o número de trabalhadores em educação. Manifestou, ainda, o interesse do município em participar da Mobilização Social pela Educação, tendo em vista que, embora as escolas do Litoral Norte tenham registrado Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) dentro da média nacional (4,2), não alcançaram o nível estadual (4,5).

Comitê mobiliza universidade

Ainda nesta quarta-feira, o professor Rui Grilo esteve reunido com o reitor da Universidade Módulo, Daniel Carreira Filho, e as coordenadoras de cursos, Maria Antonia Ribeiro de Lima Furgeri e Aracélia Bonfim Alves Pereira, quando também expôs o Plano de Mobilização Social pela Educação e convidou os representantes da instituição de ensino a fazer parte das ações do plano.

Com informações do professor Rui Alves Grilo, do Comitê de Mobilização do Litoral Norte paulista.

Arroio do Sal cria dia Municipal da Mobilização Social pela Educação


A Secretaria de Educação e Cultura de Arroio do Sal (RS) fará o lançamento, nesta sexta-feira, 14 de agosto, do Dia Municipal da Mobilização Social pela Educação. A novidade será apresentada durante o Seminário Regional de Mobilização das Famílias pela Educação, que será realizado das 09 às 17 horas, na Sociedade Amigos de Arroio do Sal (SAAS).


Estarão reunidos no seminário representantes das secretarias municipais de educação do Litoral Norte do Rio Grande do Sul.

Durante o seminário serão oferecidas atividades de formação aos mobilizadores locais para o desenvolvimento de ações de conscientização das famílias a respeito da importância da participação dos pais na vida escolar dos filhos.

A programação do seminário e do lançamento do Dia da Mobilização Social pela Educação inclui a participação da assessora especial do Ministério da Educação, Linda Goulart, e da consultora Lia Sholze, que vão apresentar o Plano de Mobilização Social pela Educação.

Serão discutidos, ainda, durante o seminário, os seguintes temas:
• A mobilização das famílias pelas escolas – razões e benefícios mútuos – exemplo de práticas bem sucedidas.
• Reflexões sobre pontos que sustentariam uma política das secretarias municipais de Educação de mobilização das famílias pelas escolas.
• Propostas de mobilização de lideranças das comunidades – igrejas, empresas, ONG’s, etc.
• Momento para cada secretaria preparar o lançamento do plano para o seu município.

Serviço:
Lançamento do Dia Municipal da Mobilização Social pela Educação
Onde: Sociedade Amigos de Arroio do Sal (SAAS), Rua Porto Alegre, número 208.
Quando: 14 de agosto, sexta-feira. Das 09 às 17 horas.

Comitê de Pindamonhangaba mobiliza a todo vapor



O Comitê de Mobilização Social pela Educação de Pindamonhangaba vai distribuir a Cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos” aos membros do Conselho de Pastores, durante a Quinta Semana Cultural e Evangélica da cidade. O evento será realizado entre os dias 28 de setembro e 03 de outubro.

Desde a sua criação, em julho desse ano, o Comitê de Mobilização de Pindamonhangaba (SP) tem intensificado suas ações. Entre outras atividades, os membros do comitê têm promovido distribuições de cartilhas e feito explanações sobre o seu conteúdo em diversas localidades do município.

Os integrantes do Comitê que representam a Igreja Católica, coordenados pelo mobilizador Carlos Alberto Cavalheiro, têm explicado o conteúdo e distribuído a cartilha em todas as paróquias da cidade.

Na Igreja do Evangelho Quadrangular, no dia 08 de agosto, o pastor Sebastião Edivino da Silva distribuiu cartilhas e conversou com os fiéis a respeito do conteúdo da publicação.

Liderados pelo pastor Euclides Vaz Júnior, os demais pastores da Assembléia de Deus Ministério Belém têm distribuído a cartilha aos membros da igreja e falado sobre a importância do acompanhamento, por parte dos pais, na vida escolar dos filhos. No dia 02 de agosto, os membros da igreja localizada no bairro Alto do Cardoso receberam instruções do presbítero Djalma Vilela sobre a mobilização social pela educação e para que acompanhassem a qualidade do ensino das escolas de seus filhos. A mobilização tem envolvido, ainda, a liderança do campo, que esteve reunida no dia 27 de julho, quando recebeu orientações do pastor Euclides.

O Comitê de Pindamonhangaba programa a criação de uma página na internet em favor da Educação e a extensão da campanha para os veículos de comunicação, por meio da elaboração e do envio de artigos a jornais e revistas, além da conquista de espaços nas rádios locais.

Com informações do professor João Moreno de Souza Filho, do Comitê de Mobilização de Pindamonhangaba

Escolas prioritárias


Nos arquivos abaixo constam as 28 mil escolas prioritárias das ações do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) em razão de terem apresentado, em 2007, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) abaixo da média nacional.


Essas unidades de ensino apresentam IDEB, nos anos iniciais do Ensino Fundamental (do 1º ao 5º ano ou da 1.ª à 4ª série), abaixo de 4,2 e, nos anos finais (do 6º ao 9º ano ou da 5ª à 8ª série), abaixo de 3,8.

Clique aqui para baixar o documento dos anos iniciais.
Clique aqui para baixar o documento dos anos finais.


Avanços na Mobilização no Pará


Belém

Nesta quinta-feira, 13 de agosto, os mobilizadores de Abaetetuba, no Pará, reúnem-se com representantes de igrejas, organizações não governamentais, entidades e demais setores organizados da sociedade em Belém para conclamar os cidadãos da capital paraense a integrar as ações do Plano de Mobilização Social pela Educação.

Abaetetuba

A cartilha “Acompanhem a vida escolar de seus filhos” e o Plano de Mobilização Social pela Educação serão divulgados aos 350 participantes da Conferência Municipal de Educação que será realizada em Abaetetuba (PA), nos dias 25 e 26 de agosto. A publicação será anexada à pasta de documentos preparados para distribuição aos conferencistas.

A iniciativa é resultado da apresentação do Plano de Mobilização feita pelos mobilizadores de Abaetetuba à Comissão organizadora da conferência, nos dias 07, 08 e 10 de agosto, durante as Pré Conferências de Educação.

A Comissão é composta por representantes da Secretaria Municipal de Educação de Abaetetuba, da Terceira Unidade Regional de Educação, do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (Sintepp), da Associação dos Moradores das Ilhas de Abaetetuba (AMIA), da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), da Associação dos Deficientes de Abaetetuba (ADEMA), da Diocese e do Conselho do Fundeb.

Com informações do Padre Reginaldo Barbosa, mobilizador de Abaetetuba

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Educação Infantil


Valor para alimentação escolar de creches vai dobrar


O valor diário destinado à merenda escolar de creches públicas, filantrópicas e comunitárias será dobrado a partir do mês de setembro. Em Portaria publicada no Diário Oficial da União, nesta terça-feira, 11 de agosto, o Ministério da Educação determinou o repasse de R$ 0,44, por aluno, a cada dia letivo.

O recurso representa o dobro do valor transferido pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), por dia de atividade em sala de aula do estudante da Educação de Jovens e Adultos, da Pré-escola e dos ensinos Fundamental e Médio.

A Coordenação Técnica de Alimentação e Nutrição do FNDE ressalta que as crianças até três anos necessitam de mais nutrientes, pois o desenvolvimento cerebral, psíquico e físico é mais acelerado.

Leia mais no portal do MEC.

JustificarProinfância

Como é a estrutura física das unidades de educação infantil do seu município? Por considerar a estruturação dessas unidades essencial para o desenvolvimento da qualidade da educação, o Ministério da Educação criou, em 2007, o ProInfância. O programa oferece assistência financeira ao Distrito Federal e aos municípios que efetuaram o Termo de Adesão ao Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação e elaboraram o PAR (Plano de Ações Articuladas), para aquisição de equipamentos e construção de creches e escolas de educação infantil.

O objetivo do programa é diminuir as disparidades de acesso à educação infantil e garantir o padrão mínimo de qualidade da infra-estrutura educacional.

O mobilizador social pela Educação pode falar sobre o ProInfância aos pais e orientar as famílias a buscar informação nas secretarias de educação sobre a adesão do município ao programa. Os pais podem, ainda, se informar sobre o repasse e a aplicação dos recursos do ProInfância. É uma maneira de garantir que as crianças tenham mais oportunidade de acesso ao ensino de qualidade e, dessa forma, favorecer o desenvolvimento escolar.

De acordo com a Lei nº. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), é de responsabilidade principal dos municípios a oferta da educação infantil. O censo escolar de 2007 comprova a aplicação da lei. Na educação infantil, as escolas municipais respondem por 73,3% do total de matrículas e as creches municipais, por 65,9%.

Para ter mais informações sobre o funcionamento do programa, dicas, prestação de contas, consultas e contatos, visite a página do ProInfância no site do FNDE ou clique aqui.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Lei obriga escolas a enviar informações dos alunos aos pais


Foi publicada na edição do dia 07 de agosto, do Diário Oficial da União, na seção 1, página 1, a Lei nº. 12.013, de 06 de agosto de 2009 que reforça a obrigatoriedade às instituições de ensino de envio de informações escolares aos pais, conviventes ou não com seus filhos.


A Lei nº. 12.013 altera o artigo 12 da Lei nº. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as Diretrizes e Bases da Educação (LDB) nacional.

Para cumprimento da nova determinação, as unidades de ensino têm a incumbência de informar, além de pais e mães, os responsáveis legais, sobre a frequência e rendimento dos alunos, bem como sobre a execução da proposta pedagógica da escola.

Acesse aqui a publicação no DOU.

Workshop de Educação Escolar Cristã divulga o Plano de Mobilização em Belo Horizonte


A Associação de Escolas Cristãs de Educação por Princípios (AECEP) promoveu, em Belo Horizonte, nos dias 29, 30 e 31 de julho, um evento que reuniu 700 pessoas de todo o Brasil com o objetivo de oferecer espaço para discussões sobre "O Valor Social da Educação Escolar Cristã".

A Assessora Especial do MEC, Linda Goulart, apresentou o Plano de Mobilização Social pela Educação e destacou o compromisso dos membros da AECEP na difusão às famílias sobre a importância da participação na vida escolar de seus filhos.

A secretária municipal de Educação de Belo Horizonte, Macaé Evaristo, explicou as ações do Programa Família-Escola, política pública que, além de reconhecer a importância da família no desempenho de aprendizagem do aluno, cria condições para a participação ativa dos pais na melhoria da educação.

Ao final da atividade, os participantes do evento foram conscientizados a respeito da importância da certificação de que seus filhos têm educação de qualidade e, desse modo, foram convidados a integrar as ações da Mobilização Social pela Educação.

Participe do Chat sobre o programa Bolsa Família


O reforço ao exercício de direitos sociais básicos nas áreas de Educação e Saúde, de modo a contribuir para que as famílias rompam o ciclo da pobreza entre gerações, é uma das dimensões essenciais do Programa Bolsa Família, do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Em razão dessa concepção, o Programa de Mobilização Social pela Educação do Ministério da Educação firmou parceria com o MDS para o desenvolvimento de ações que têm como o objetivo estimular o envolvimento das famílias na vida escolar de seus filhos.

Nesta terça-feira, 11 de julho, a partir das 15 horas, o coordenador-geral do Programa Bolsa Família, Franco César Bernardes vai participar do chat “Olho Vivo no Dinheiro Público” promovido pela Controladoria-Geral da União, quando responderá a dúvidas sobre a gestão das verbas provenientes do Governo Federal e outros temas ligados à operação e ao acompanhamento do Programa. Lideranças locais, conselheiros municipais e demais cidadãos interessados no tema estão convidados a participar do bate-papo.

Para entrar no chat do Olho Vivo, basta acessar o minisite www.cgu.gov.br/olhovivo e clicar na seção “Chat”, localizada ao final do menu de navegação da lateral esquerda (endereço direto: www.cgu.gov.br/olho_vivo/Recursos/Chat/index.asp). Quem não puder participar da conversa on-line, terá a chance de conferir as perguntas e respostas, posteriormente, na própria página do chat.

Acesse o release da CGU com informações detalhadas sobre o chat:
http://www.cgu.gov.br/olhovivo/Noticias/2009/noticia200911.asp

Serviço
Chat sobre o programa Bolsa Família
Entrevistado: Franco Bernardes
Data: 11 de agosto de 2009
Horário: 15h

Avanços da Mobilização

Mais um município da Paraíba na Mobilização


No dia 7 de agosto foi lançado o Plano de Mobilização Social pela Educação no município de Pirpirituba, região do Brejo Paraibano - distante 120 km da capital, João Pessoa. O município é um dos prioritários para as ações do MEC, pois seu IDEB é de 2,8 tanto nos anos iniciais quanto nos anos finais do Ensino Fubdametal. Em Pirpirituba, existe uma liderança muito forte da Igreja Católica, a Ir. Socorro, que trabalha com o desenvolvimento social da comunidade. Ela esteve no lançamento do plano em Guarabira, encantou-se com a ideia e resolveu levá-lo para sua cidade. O lançamento aconteceu na Escola Municipal N.Sra. Aparecida, com a presença de vários pais de alunos, professores, gestores escolares, coordenador da Emater, uma vereadora, Pastoral do Idoso, Pastoral da criança, alunos da escola pública. Foi formado um grupo de trabalho que mobilizará outras forças comunitárias para começar a mobilização, inclusive nessa escola que tem o IDEB 2.9

Azimar Fernandes, coordenadora do Comitê Estadual da Paraíba

Saiba mais sobre Pirpirituba:

População: 10.232

Taxa de analfabetismo:
- 10 a 15 anos: 14,50%
- 15 anos ou mais : 37,90%

Total de escolas Ensino Fundamental: 14 ( 3 urbanas e 11 rurais)

Taxa Escolarização líquida
- Ensino Fundamental: população 7 a 14 anos: 89,3
- Ensino Médio: população 15 a 17 anos: 13,4

Fonte: MEC/Indicadores Demográficos e Educacionais

Votorantim lança concurso para premiar redações de alunos do Ensino Fundamental e Médio


Parceiro do Plano de Mobilização Social pela Educação, o Instituto Votorantim está promovendo o concurso Tempos de Escola. Por meio dessa iniciativa, serão premiadas redações de alunos do ensino fundamental (anos finais) e do ensino médio de escolas públicas localizadas em 24 municípios que participam do Projeto Parceria Votorantim pela Educação. As inscrições vão até o dia 04 de setembro.


As redações a serem inscritas no concurso deverão ter como tema A memória dos tempos de escola de pessoas importantes para os alunos ou para a sua comunidade. Serão premiados até dois vencedores por município, nas categorias Ensino Fundamental e Médio. A premiação consiste em um diploma de participação e uma máquina fotográfica digital.

Para saber como participar do concurso Tempos de Escola, acesse o blog da Votorantim: www.blogeducacao.org.br ou clique aqui.

sábado, 8 de agosto de 2009

Dia dos Pais


Perfil
Marcelo Barros é pernambucano de Camaragibe, (cidade do grande Recife), onde nasceu em novembro de 1944, de uma família de operários. É monge beneditino e escritor, teólogo e biblista.
Por oito anos foi assessor de Dom Hélder Câmara para assuntos ecumênicos e, desde os anos 70, é assessor da Pastoral da Terra e das comunidades eclesiais de base. No âmbito da Teologia da Libertação, desenvolveu um ramo próprio: a “Teologia da Terra” e atualmente trabalha na pesquisa sobre o diálogo entre Cristianismo e outras religiões. É membro da Comissão Latino-americana de Teologia da ASETT (Associação Ecumênica dos Teólogos do Terceiro Mundo). É autor de 33 livros sobre Bíblia, Teologia da Terra, Espiritualidade Ecumênica e Espiritualidade Ecológica. Colabora com várias revistas brasileiras e de outros países, na América Latina e na Europa. Semanalmente, publica um artigo sobre “espiritualidade ecumênica e desafios da vida”, editado em vários jornais brasileiros. Um de seus livros recentes é “Dom Helder, profeta para o nosso tempo” (Ed. Rede da Paz, Goiás, 2006).



Os pais em uma sociedade educadora

Marcelo Barros

A comemoração do dia dos pais tem sempre forte apelo comercial, mas não deixa de suscitar fortes emoções, seja para quem pode abraçar seu pai, seja para as pessoas cujo pai já partiu para a eternidade. Esta data foi inventada, em 1953 pelo jornal O Globo, no contexto de uma crise política, “para permitir que os filhos homenageassem a figura heróica do chefe de família que, nestes dias, atribulados e difíceis, é o responsável pela preservação dos laços cristãos que mantêm unida a família brasileira” (Cf. O Globo, 05/ 08/ 2005).

Atualmente, a realidade política é mais estável e a sociedade é pluralista, ou seja, cultural e religiosamente diversificada. A família tem uma estrutura de convivência diversa e a comemoração do dia dos pais tem outro contexto e finalidade. Festejar o dia dos pais pode ser boa ocasião para se refletir sobre o exercício da paternidade, seja dos homens que têm a graça e a responsabilidade de ter gerado vidas, seja de outros que, mesmo sem ser pais biológicos, são responsáveis por uma paternidade afetuosa e espiritual.

Todo mundo pode ter amigos e amigas, mas cada ser humano tem apenas um pai e uma mãe. Em seu tempo, São Paulo escreve a uma comunidade que acompanha: “Embora vocês possam ter dez mil instrutores, não têm muitos pais. Só eu os gerei no Cristo” (1 Cor 4, 15).

As figuras de pai e mãe são, de tal forma, responsáveis pela estruturação da personalidade que é comum as pessoas idealizarem o que seria o pai ou a mãe perfeitos. Muitas mensagens que circulam no dia dos pais falam de um pai maravilhoso que, dificilmente, pode ser assim na vida concreta.

Hoje, no Brasil, uma em cada três crianças que nascem não tem como festejar o dia dos pais. Não por ser pobre ou por algum desastre natural, mas porque seu pai não a assumiu. Na certidão de nascimento consta apenas o nome da mãe. Todos os anos, no Brasil, nascem cerca de 800 mil crianças, frutos desta situação desumana.

Ser pai no plano biológico é relativamente fácil e existem, hoje, técnicas genéticas que garantem isso para quem tenha alguma dificuldade. O desafiador é ser pai na construção amorosa de uma história humana. Trata-se de acompanhar contínua e generosamente outro ser em crescimento e que precisa de uma figura de educador como referência. Mesmo em uma sociedade na qual a maioria das famílias tem, cotidianamente, de lutar para sobreviver e garantir o seu trabalho, é importante assegurar o tempo de diálogo com os/as filhos/as, no qual estes possam ser confirmados e estimulados a sempre crescer na descoberta de novos valores e na relação benéfica entre escola e vida.

Na maioria das famílias brasileiras, é a mãe que, cada dia ou à noite, pergunta à criança pelo dever de casa. Embora, muitas vezes, nem ela mesma tenha segurança na matéria, confirma o filho ou filha no estudo. É importante que o pai, como homem, cumpra também a função de estimulador do crescimento educacional da criança ou adolescente. A escola cumpre um papel fundamental, mas só o apoio afetivo do pai e da mãe motivam a criança a avançar na escola e no caminho da educação integral. É por garantir este cuidado que o pai, mesmo se não teve as mesmas condições de se educar, pode sentir-se atualmente gerador contínuo de vida e crescimento para seus filhos. Ao fazer isso, ele vai constatar como tinha razão o poeta Vinícius de Moraes ao dizer no Poema Enjoadinho, que os filhos dão um trabalho imenso, mas, ao mesmo tempo, “que felicidade que os filhos dão!”.

Ser pai significa assumir encargos sociais e humanos. Entretanto, para quem crê, é principalmente aceitar ser imagem de Deus-Amor, principalmente para as pessoas que nos olham como pai ou mãe.

Dia dos Pais

Pais e responsáveis por crianças, adolescentes e jovens, seu interesse pela educação dos filhos é muito importante. Eles gostam de saber que os pais sentem orgulho por estarem estudando. No Dia dos Pais, o melhor presente que se pode receber dos filhos é vê-los emancipados pela educação.

Tradicionalmente, a figura do pai tem sido associada à do chefe da casa, da autoridade com a palavra final quando são discutidos e precisam ser resolvidos assuntos importantes. À mãe, é associada a figura da doçura, do carinho, do acompanhamento diário da vida dos filhos. Não por acaso, esse contexto tem sido traduzido como o do pai provedor e da mãe rainha do lar. Mesmo com as mudanças substanciais que vêm ocorrendo com o modelo de família – mães que passaram a trabalhar fora e que muitas vezes são, de fato, as chefes e não rainhas do lar – ainda persiste no imaginário da maioria das pessoas uma clara divisão de papéis e tarefas, identificando-se o pai como o provedor, o que articula para fora de casa, o que forma opinião, cabendo à mãe as articulações para dentro da casa, cumprindo ou supervisionando as tarefas domésticas, zelando pelo bem estar da família e o cuidado com os filhos, inclusive o acompanhamento de sua vida escolar. A mãe fica, portanto, com o encargo de cuidar para que as crianças não faltem às aulas e façam o dever de casa, além de participar das reuniões na escola. Como se essas atribuições fossem tarefas exclusivas da mulher.


Muitos pais ignoram que, por seu reconhecido papel de provedor e de autoridade, suas atitudes, gestos e palavras têm um peso enorme para os filhos. E, se não têm tempo para olhar os cadernos dos filhos ou participar das reuniões da escola, o que é sempre desejável, algumas pequenas ações também podem fazer toda a diferença. Compartilhar diariamente suas experiências, frequentar a escola, mostrar aos filhos que se interessam por sua educação, que valorizam os estudos e consideram a escola o melhor caminho para o alcance de um futuro melhor, com mais autonomia e dignidade, são exemplos de coisas fáceis e que dão resultado..

Uma palavra, uma frase de estímulo, um abraço apertado quando os filhos mostrarem seu sucesso escolar têm profundo significado para as crianças, adolescentes e jovens. A figura do pai desperta nos filhos, em qualquer idade, admiração e respeito. Suas orientações e as coisas que admira ajudam a moldar o caráter das crianças. Dessa forma, gestos, cuidados, palavras de um pai mostrando aos filhos que estudar é importante e que ele deseja que seus filhos avancem sempre até se formarem devem ser freqüentes. E é bom lembrar que tomam pouco tempo, estão ao alcance de qualquer um e são estímulos poderosos para despertar nos filhos o desejo de aprender e valorizar a escola e a educação. E é bom lembrar que a figura paterna pode estar representada para a criança não só pelo pai, mas pelo padrasto, pelo avô, pelo padrinho, por um tio ou um irmão mais velho.

Nessa edição dedicada ao pai educador, publicamos a seguir dois exemplos de como o estímulo do pai mudou a história de vida de seus filhos.

Dia dos Pais :A escolha de um novo caminho


Por que uns e não outros?


Jailson de Souza e Silva é secretário de Educação de Nova Iguaçu, município da Baixada Fluminense, a cerca de 35 km do Rio de Janeiro. Doutor em Sociologia da Educação, pertencia àquele grupo de crianças que tinham poucas possibilidades de chegar à universidade. Pertence a uma família de migrantes nordestinos, o pai soldado do Corpo de Fuzileiros Navais, a mãe, dona de casa e 5 filhos, todos homens. Moravam em Quitumbo, comunidade pobre de Brás de Pina, subúrbio do Rio de Janeiro.

Desde pequenos os filhos ouviam do pai, João Jacinto Filho, uma clara mensagem: faria todo o sacrifício do mundo para que nenhum deles começasse a trabalhar antes de 18 anos. Até lá, tinham que se dedicar somente aos estudos. E estabeleceu uma meta: os 5 filhos teriam que concluir o Ensino Médio. Cresceram com essa mensagem e esse objetivo e o resultado foi que todos os cinco estão hoje bem colocados profissionalmente, sendo que 3 deles superaram a meta traçada pelo pai e concluíram o curso superior.

A história de vida de Jailson e a influência de seu Jacinto marcaram também sua vida acadêmica. Não por acaso, sua tese de doutorado resultou de uma pesquisa para entender as razões pelas quais alguns ainda poucos rapazes e moças moradores de favelas e comunidades pobres se destacavam dos demais e concluíam a universidade. As conclusões apontam para vários fatores, dentre os quais se destaca a influência da família e de professores. Também aqui, famílias educadoras e bons professores podem ser a chave do sucesso na trajetória educacional de qualquer brasileiro, não importa sua origem social, raça ou sexo.

No dia dos pais, a educação brasileira agradece e homenageia seu João Jacinto Filho, pai de Jailson - Doutor em Sociologia da Educação e secretário de Educação de Nova Iguaçu - , e de mais quatro filhos que, graças à educação, se emanciparam profissionalmente e como cidadãos.

Dia dos Pais :A escolha de um novo caminho


Professora premiada atribui ao pai
o sucesso profissional


O momento mais emocionante na solenidade de entrega do prêmio aos vencedores do concurso Professores do Brasil, ocorrida no final do ano passado, em Brasília, foi o depoimento de uma das premiadas.

Após receber das mãos do Ministro Fernando Haddad o troféu, a Professora Nadia Maria Rodrigues, do Distrito Federal, quebrando o protocolo, foi ao microfone e disse que queria, naquele momento, homenagear sua família, que estava presente e, em especial, seu pai. Muito emocionada, ela contou como o pai, João Tiago Rodrigues, sempre valorizou seus estudos, incentivou-a a progredir e, em momentos críticos, ajudou-a a superar obstáculos.

Um deles foi quando, aprovada no vestibular, não tinha recursos para pagar as mensalidades. O pai não deixou que isso impedisse a matrícula da filha. Foi à escola, conversou com os dirigentes, pediu muito, afirmando que eles não se arrependeriam de ajudar uma boa aluna e, finalmente, conseguiu a bolsa.

"Estou hoje recebendo esse prêmio, que é uma demonstração da aposta de meu pai", declarou. Nadia Maria, é professora do 3º ano do Ensino Fundamental no Centro de Ensino Fundamental 18, de Brasília-DF. Ela concorreu com outros 375 colegas de todo o País, na categoria Séries Iniciais do Ensino Fundamental, sendo premiada com o trabalho "A África está em nós e nós estamos na África".

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Ilhéus vai criar Comitê de Mobilização


A Associação de Pais de Alunos de Ilhéus (APA-Ilhéus) anuncia o lançamento do Comitê de Mobilização local, que será realizado durante o 1º Encontro Regional de Associações de Moradores da Região Cacaueira, nos dias 21 e 22 de agosto, no Centro de Convenções de Ilhéus.


Parceiros da Mobilização Social pela Educação, os membros a APA-Ilhéus vão aproveitar a participação da entidade no Encontro para distribuir a Cartilha “Acompanhem a vida escolar dos seus filhos” e discutir o conteúdo da publicação com os participantes do evento.

O Comitê da Mobilização de Ilhéus deverá ser composto por representantes de diversos segmentos sociais como conselhos municipais de Saúde, Educação e dos Direitos da Criança e do Adolescente; de associações de moradores, igrejas e clubes de serviços; além de juizes e membros do Ministério Público e da Defensoria Pública.

Segundo o secretário da APA-Ilhéus, Vandilson Gomes, outros momentos de distribuição da Cartilha à comunidade local “fizeram o maior sucesso”. Uma divulgação foi realizada durante a Conferência Municipal de Educação, entre os dias 15 e 17 de julho. A outra foi durante a Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, nos dias 28 e 29 de julho. Ambas as atividades foram promovidas no Centro de Convenções de Ilhéus.

Com informações do secretário da APA-Ilhéus, Vandilson Gomes